DECLARAÇÃO PELOS DIREITOS DOS RIOS E DOS POVOS

DECLARAÇÃO PELOS DIREITOS DOS RIOS E DOS POVOS

0 personas firmaron. ¡Ayuda a conseguir 100!
Al lograr 100 firmas, es más probable que la petición pueda ser tendencia en nuestra plataforma.

Movimiento Ríos Vivos de Costa Rica lanzó esta petición dirigida para Presidente de Costa Rica Carlos Alvarado Quesada y

“Despertemos, humanidade, pois já não há tempo.” - Berta Cáceres.

América Latina, Setembro de 2021. 

A Associação Internacional das Hidrelétricas (IHA) realiza o Congresso Mundial das Hidrelétricas dos dias 7 até 24 de setembro de 2021 na Costa Rica. Governos e empresas buscam fortalecer investimentos nacionais e transnacionais, argumentando que a energia hidrelétrica é “verde”, “sustentável”, “limpa”, e “socialmente responsável”, quando na verdade os rios morrem e as populações que deles dependem sofrem seus impactos destrutivos. 

As hidrelétricas provocam desmatamento; alteração irreparável nos ecossistemas dos rios; morte de fauna - incluindo os peixes que são alimento para milhares de pessoas -  perda da biodiversidade, de manguezais e de aquíferos; exploração indiscriminada; e mercantilização e privatização das águas. A isso se soma o deslocamento forçado e violento de muitas comunidades que ficaram sem água para beber, pescar, cultivar e tiveram suas culturas e tecido social destruídos. Muitas das vítimas são povos indígenas originários, cujos territórios e rios são um lugar de saque para as grandes corporações. Além disso, as barragens e hidrelétricas causam perseguição, intimidação e assassinatos, como de nossa companheira Berta Cáceres, que aconteceu em 2 de março de 2016 em Honduras. As barragens também causam uma escalada de corrupção e tráfico de influências, o que em muitos casos gera conflitos internacionais. 

A tecnologia das represas não favorece a natureza nem gera bem-estar humano. Sua contribuição para o aquecimento global é inegável. Elas se baseiam em um modelo extrativo e de exploração ilimitada dos ecossistemas que acentuam secas e inundações, pondo milhares de pessoas em risco permanente. Não há evidência científica da suposta condição sustentável das represas e hidrelétricas. 

Diante das hidrelétricas e do congresso mundial, chamamos a todos para defender uma transição energética urgente, justa e respeitosa, que revise as condições e impactos de cada uma das tecnologias atuais e que tenha como prioridade o respeito por direitos humanos e direitos dos rios. Nenhuma fonte sustentável assim o será enquanto destrói a Mãe Terra, enquanto bens comuns são privatizados e se concentram as riquezas despejando pessoas, monopolizando territórios gigantescos e violentando os direitos da natureza, principalmente os direitos dos rios. 

A Rede Latinoamericana de Afetados/as por Represas e em Defesa dos rios, suas comunidades e águas (REDLAR) convida sociedade civil, movimentos e organizações sociais defensoras da vida a se unir à MOVIMENTAÇÃO GLOBAL PELOS RIOS E PELOS POVOS.

¡Rios Livres para a VIDA!

https://www.facebook.com/movidaglobal

#movidaglobal

REDLAR/Red Latinoamericana de Afectadas/os por las Represas y en Defensa de los Ríos sus comunidades y el Agua
FECON/Federación Ecologista Costarricense/ Costa Rica
PROAL-PACUARE/Asociación Proyectos alternativos/ Costa Rica
International Rivers/ Estados Unidos
Otros mundos, Chiapas/ México
COECO-CEIBA /Amigos de la Tierra /Costa Rica
Ríos Vivos/ Costa Rica
Rivers Without Bondaries /
Water Keepers Alliance /
Ríos libres Turrialba/ Costa Rica
Alinaza de Comunidades por el Agua en Puntarenas /Costa Rica
AIDA
APROCSARA
Mesa provincial Misiones/ Argentina
Grupo ecologista Cuña Pirú/ Argentina
Servicios para una Educación Alternativa A.C. / Oaxaca, México
Consejo Cívico de Organizaciones Populares e Indígenas de Honduras (COPINH) /Honduras
Consejo de Pueblos Unidos en Defensa del Río Verde / Oaxaca, México
Organización Fraternal Negra Hondureña (OFRANEH)
Movimiento Latinoamericano de Afectadas/os por las Represas (MAR)
Consejo del Pueblo Maya CPO / México
Fundacion Chile Sustentable /Chile
Colectivo Educación para la Paz y los Derechos Humanos A.C. (CEPAZDH) / Chiapas, México
"Perifèries del Món"/ Valencia
Ecosistemas / Chile
Procesos Integrales para la Autogestión de los Pueblos/ México
Red Mexicana de Afectadas/os por la Minería (REMA)
Acción Colectiva Socioambiental, AC./ León, Gto. México
Iniciativas para el Desarrollo de la Mujer Oaxaqueña (IDEMO)/ México Universidad Itinerante de la Resistencia en Haití (UNIR-INITE)
Coalición de Tendencia Clasistas (CTC-VZLA)/ Venezuela
Frente Popular en Defensa del Soconusco, Chiapas/ México
Movimiento Mexicano de Afectados por las Presas y en Defensa de los Rios (MAPDER)/ México
Entrepueblos/Entrepobles/Entrepobos/Herriarte/ Barcelona

0 personas firmaron. ¡Ayuda a conseguir 100!
Al lograr 100 firmas, es más probable que la petición pueda ser tendencia en nuestra plataforma.