Não permita que o plantio de cana-de-açúcar destrua o Pantanal e a Amazônia

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


No último dia 05 de novembro, o governo federal revogou decreto que criou o Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar (ZAE Cana) e que impedia a expansão do cultivo da monocultura na Amazônia e no Pantanal. O ZAE foi um instrumento importante e um diferencial que abriu portas internacionais de países com regras rígidas para a produção brasileira, com a garantia de que seriam seguidos critérios ambientais estritos, fazendo jus à imagem de sustentável.

Diante deste contexto, o Instituto SOS Pantanal vem a público se posicionar contra a revogação do decreto, tendo em vista que o zoneamento é uma ferramenta de planejamento econômico, social e ambiental, construído pela sociedade sem ideologia, por se basear na capacidade e vocação do ambiente. O Pantanal tem vocação para pecuária extensiva, consolidada há séculos na região, para o turismo de natureza e outras oportunidades potenciais ainda desconhecidas que sejam adequadas a singularidade desta paisagem.

Não cabe a um governante desconstruir todo um estudo centrado em conhecimento técnico e participação dos diversos segmentos da sociedade, assinando um documento contrário à sustentabilidade de um ambiente singular como o Pantanal.