Contra a retirada do Plano de saúde mental do SUS.

Contra a retirada do Plano de saúde mental do SUS.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Carla Godinho criou este abaixo-assinado para pressionar Presidente e

O  governo do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) está preparando um revogaço de 100 portarias sobre saúde mental, editadas entre 1991 e 2014, que vão atingir diversos programas e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo o colunista Guilherme Amado, da revista Época.

Segundo fontes consultadas pelo colunistada, entre os programas que correm risco com o revogação estão o programa anual de reestruturação da assistência psiquiátrica hospitalar no SUS; as equipes de Consultório na Rua; o Serviço Residencial Terapêutico; e a Comissão de Acompanhamento do Programa De Volta para Casa. Ainda, a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas também seria atingida pelo desmonte.

O jornalista da Época também relata que autoridades de Saúde estaduais estão “receosas com a possibilidade de um desmonte de políticas públicas de saúde mental durante uma crise histórica na saúde brasileira” e com a possibilidade de que o revogaço seja executado nas próximas semanas, uma vez que p Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional estão em recesso, o que dificulta eventuais reações e questionamentos.

Não se sabe ainda a opinião do ministro da Saúde, general Eduardo Pazzuelo, se a sugestão do revogaço partiu de sua pasta ou não. Mas, depois que ele afirmou em uma transmissão ao vivo ao lado de Bolsonaro que "é simples assim: um manda e o outro obedece", depois de ser desautorizado publicamente pelo presidente, pouco podemos esperar.

A humilhação transmitida ao vivo aconteceu no dia 22 de outubro, quando Bolsonaro determinou o cancelamento do protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina chinesa CoronaVac, que havia sido anunciado no dia anterior por Pazuello em uma reunião com governadores.

O que é CAPS

CAPS, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), são unidades especializadas em saúde mental para tratamento e reinserção social de pessoas com transtorno mental grave e persistente.

Os centros oferecem um atendimento interdisciplinar, composto por uma equipe multiprofissional que reúne médicos, assistentes sociais, psicólogos, psiquiatras, entre outros especialistas.

O site da Fiocruz destaca que “pessoas com transtornos mentais possuem direitos, conforme o estabelecido pelo Ministério da Saúde, e estes devem ser observados pela sociedade”. 

De acordo com o site da entidade, os pacientes com problemas psiquiátricos, em alguns momentos, estão sujeitos a crises e o Caps é o lugar indicado para seu acolhimento, pois o vínculo que o paciente estabelece com a equipe é muito importante neste momento.

Nos casos em que o paciente em crise está desorganizado mentalmente e o diálogo não é suficiente para o acolhimento, ou seja, quando há risco para o paciente, familiares e pessoas no entorno, há indicação de contenção química, que é a administração de remédios que tiram o paciente da situação de violência; e, em outras ocasiões é necessária a contenção física, impedindo fisicamente que o paciente use de violência contra si ou terceiros. Nestes casos extremos de contenção o paciente não consegue se comunicar com a família e equipe de saúde com quem é vinculado, e os procedimentos adotados levam em consideração a segurança e a proteção do paciente, conclui o texto da Fiocruz.

(Texto retirado de vários jornais como a Época e Folha)

NOTA PESSOAL

Quem de vocês não possui algum transtorno: Ansiedade, Insônia, Borderline, Bipolaridade e pânico e assim como outros tipos de doenças/problemas e que nunca precisou do SUS? Psicologo ou psiquiatra? Terapia ocupacional ou Fonoaudiólogo? Tudo isso faz parte da saúde mental e o presidente do Brasil quer retirar o que já conseguimos. Quanto custa consultas particulares com esses profissionais? Quanto custa medicação para esses problemas? E quanto é o salário minimo no Brasil? O Presidente quer tirar do povo para poder enriquecer a si próprio e a sua família. Não podemos deixar que essa calamidade aconteça. Basta pesquisar na internet como eram os '''tratamentos''' oferecidos á doentes mentais ou pessoas com algum distúrbio por mais leve que seja.

Quando o assunto é mental nunca sabemos o dia de amanha. Hoje talvez você não precise, mas amanhã nunca se sabe. Se deixarmos o presidente retirar nossos direitos como a saúde mental em breve ele vai tirar os tratamentos para AIDS, hipertensão, diabetes e outros tipos de tratamentos que são oferecidos pelo SUS.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!