Criação de cisternas para amenizar crises hídricas em Campinas.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Somos um grupo de alunos de um colégio em Campinas, e a crise hídrica vivenciada por aqui vem sendo um sério problema para a população, um assunto de grande importância mas pouco impacto pois só é dada a devida atenção quando falta água, então queremos uma mudança nessa situação.

A cidade de Campinas (SP) não tem um sistema próprio de armazenamento de água, o que nos torna dependentes do Sistema Cantareira em longos períodos de seca. Há alguns estudos e iniciativas do governo para a criação de reservatórios em rios importantes da cidade e de municípios próximos mas ainda não há nada concreto. 

A região Sudeste foi a mais afetada pela crise da falta de água em 2014 e parte de 2015. O Sistema Cantareira, em São Paulo, atende mais de 9 milhões de pessoas com capacidade de 1,46 trilhão de litros, dos quais 973 bilhões constituem o chamado "volume útil". E foi esse volume, acima do nível das comportas, que se esgotou. Passou a ser usado, então, o chamado "volume morto", que se encontra abaixo do nível das comportas, e que nunca havia sido usado antes. Em 2016, o volume do sistema começou a voltar ao normal.

Usar uma cisterna é um jeito simples e seguro para captar, armazenar e conservar a água, podendo ser da água potável, água da chuva ou água de reúso. Ajuda a prevenir as cada vez mais frequentes crises hídricas e ainda poupa os recursos naturais. Diante disso, cidadãos de São Paulo começaram o Movimento Cisterna Já, uma alternativa de emergência à crise. O movimento procura promover a habilitação para aqueles que queiram fazer a captação e o aproveitamento de água da chuva. Podendo-se criar uma cultura de sustentabilidade ecológica nas construções, o que pode garantir uma cisterna em cada casa construída no futuro. 

Viemos então pedir, além da realização de campanhas educativas para o consumo consciente de água, não só em momentos de crises, queremos também a criação de cisternas em pontos críticos da cidade como os de alagamentos. Sendo alguns deles: Av. Orosimbo Maia, Av. Dr. Carlos de Campos (curtume) e Av. das Amoreiras. 

Se você concorda com a finalidade dessa petição, assine aqui e compartilhe ao máximo para que isso chegue às mãos da Prefeitura e da Câmara Municipal de Campinas para que consigamos fazer a diferença.