PELO FIM DOS FOGOS DE ARTIFÍCIO QUE EMITEM BARULHOS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


Em quase todas comemorações escutamos aquele barulho dos fogos de artifício que causam inúmeros problemas, além do incômodo, provoca graves consequências nas crianças autistas, animais, idosos, acamados e pessoas com algum tipo de trauma.

Há relatos de mães de autistas que mencionam que os filhos chegam a uma situação de irritabilidade tão grande e stress que batem com a própria cabeça na paredes, além de terem convulsões.

Nos animais ocorrem problemas como: desnorteamento, surdez, ataque cardíaco indo a óbito (principalmente nas aves), atropelamento em razão de fuga em cachorros e gatos. Causam também incômodo nos idosos e pessoas acamadas em leitos de hospitais, meio-ambiente e também nos adultos que manipulam tais fogos.

Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), os acidentes envolvendo fogos de artifício triplicam no mês de junho, devido às festas juninas em todo o país. Entre os riscos mais verificados no levantamento estão riscos de queimaduras nos olhos, inclusive com perda de visão, e problemas auditivos gerados por estampidos. Queimaduras também são frequentes. Mais da metade dos casos de queimadura de mão são em decorrência do uso de fogos de artifício. Cerca de 10% desses casos registram ainda amputação de dedo ou da própria mão. “É um problema de saúde pública sério porque ocorre em todo o país”, destacou Marco Antônio Percope - presidente da SBOT.

MORTES CAUSADAS PELOS FOGOS:
Todos esses perigos resultaram na morte de mais de 120 pessoas decorrentes de queima de fogos nos últimos 20 anos. 48 mortes aconteceram na região do Nordeste, 41 no Sudeste, 21 no Sul e 12 no Norte e no Centro-Oeste, e tiveram como causa mais comum queimaduras de larga escala, envolvendo o corpo inteiro.

ESTATÍSTICAS POR ESTADO:
Na separação por estados, a ordem fica da seguinte forma: Bahia (296 registros de hospitalização em quatro anos), seguido por São Paulo (289 casos), Minas Gerais (165), Rio de Janeiro (97), Paraíba e Paraná (61 casos cada), Ceará e Goiás (45 casos cada), Santa Catarina (44 casos) e Pará (37 casos), segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

OBJETIVO DESSA PETIÇÃO: Esse abaixo-assinado tem por objetivo solicitar ao Prefeito João Dado e vereadores de Votuporanga que aprovem o projeto de lei  de autoria de Chandelly Protetor (Leonardo Brigagão (PTC) em caráter de urgência para proibir a queima de fogos de artifício que façam barulho (rojões, morteiros, bombas, etc).

Fontes: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2017/01/paulo-alexandre-sanciona-lei-que-proibe-fogos-de-artificios-com-barulho.html

https://www.greenme.com.br/viver/saude-e-bem-estar/2014-o-perigo-dos-fogos-de-artificio-no-mes-de-junho

http://www.ebc.com.br/noticias/2015/06/sociedade-de-ortopedia-lanca-campanha-sobre-perigos-dos-fogos-de-artificio

http://www.topmidianews.com.br/interior/jovem-tem-dedos-decepados-ao-manusear-fogos-de-artif-cio/19974/

https://penedo.com/penedo-reveillon-d4973861f619#.lr0dm36xd

https://desabafopais.blogspot.com.br/2011/06/cuidados-e-recomendacoes-com-fogos-de.html

http://www.meionorte.com/noticias/garoto-de-14-anos-perde-quatro-dedos-ao-soltar-fogos-de-artificio-192856



Hoje: Leonardo está contando com você!

Leonardo Brigagão precisa do seu apoio na petição «Prefeitura e Câmara Municipal de Votuporanga-SP: PELO FIM DOS FOGOS DE ARTIFÍCIO QUE EMITEM BARULHOS». Junte-se agora a Leonardo e mais 1.238 apoiadores.