Impeça a Prefeitura do Rio de Janeiro a reduzir horário escolar.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


A comunidade escolar do município do Rio de Janeiro foi surpreendida com a publicação da Resolução 113 pela Secretaria Municipal de Educação, em 17 de janeiro de 2019, no Diário Oficial. A partir desta data, passou a vigorar:                 

1.   Redução de 30 minutos a UMA HORA nos turnos escolares, dependendo da unidade;   

2.    Redução da carga horária de disciplinas como Matemática e Português; e     

3.   Inclusão de disciplinas como "Sustentabilidade Cidadã", sem informar do que tratará e qual professor ministrará.

4.   Redução de 2 horas no horário da Creche e/ou pré-escola.

Sou mãe de 2 alunas, uma está matriculada no maternal I, que equivale à creche e/ou pré-escola e a outra que é especial e está matriculada no 2 ano do ensino fundamental. Ambas matriculadas na Escola Municipal Professor Visitação. Até o ano passado as crianças da pré-escola entravam as 07:30 e permaneciam em horário integral até as 17:30, um horário satisfatório pois dava condições aos pais de trabalharem, levar e pegar seus filhos na escola. Com essa alteração absurda, como os pais poderão seguir suas rotinas? Estão sendo obrigados a arcar com o custo da diferença de horário ou pior, tendo que tirar seus filhos da escola, pois não conseguem conciliar com o horário de trabalho. Ainda sobre as alterações, as crianças do ensino fundamental tiveram seu horário de intervalo alterado, tendo que permanecer mais tempo sem se alimentar, ou seja, quem estuda na parte da manhã e entra as 07:30, o intervalo passou para as 11:30, antes era as 09:30. Como uma criança que faz sua primeira refeição as 07:00 pode ficar até as 11:30 sem se alimentar? Sem esquecer que o horário de saída dessas crianças é as 11:50.

Impedir a implantação das mudanças descritas na Resolução 113 significa garantir: O direito à Educação conquistado com uma grade curricular que assegura disciplinas essenciais; A permanência na escola pelo maior tempo diário possível, proporcionando desenvolvimento pedagógico; O respeito aos educadores que precisam de tempo para almoçar e, quando atuam em duas escolas, para se deslocar de uma para outra; e O respeito à participação da comunidade escolar nos processos de elaboração de propostas, programas e políticas públicas.

Temos pressa! Pois o ano letivo já iniciou e muitos pais estão desesperados com essa situação, inclusive eu. Precisamos nos unir para mudar essa situação o mais breve possível.

Agradeço muito pelo apoio de todos,

Renata Pereira.

 



Hoje: Renata está contando com você!

Renata Da Silva Pereira precisa do seu apoio na petição «Prefeitura do Rio : Impeça a Prefeitura do Rio de Janeiro a reduzir horário escolar.». Junte-se agora a Renata e mais 171 apoiadores.