Contra construção de torres na saída da ponte Lúcio Costa

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Um canteiro de obras nas avenidas Evandro Lins e Silva e Afonso Arinos de Melo Franco, na Barra , próximo à Ponte Lucio Costa , despertou a curiosidade e a preocupação de moradores da região. Desde que operários iniciaram os trabalhos no local, no fim do ano passado, espalhou-se entre a vizinhança a notícia de que ali seriam construídas duas torres residenciais, com 30 andares cada.

A Secretaria municipal de Urbanismo confirma a construção de um único prédio com 30 pavimentos e cobertura no terreno em questão e explica que, desde novembro, a Atlântica Engenharia trabalha na urbanização das vias. Segundo a pasta, o objetivo é “melhorar o acesso da Avenida Evandro Lins e Silva à Ponte Lucio Costa”. Acrescenta que o proprietário doou parte do terreno à prefeitura para a realização da obra e que o licenciamento de dois imóveis na região foi a contrapartida pela área.

Engenheiro da Atlântica responsável pelo trabalho de urbanização no local, Claudio Martins diz que a obra sofreu um atraso, devido a uma tubulação da CEG que está no caminho, e deve ser concluída em 40 dias.

Por mais áreas verdes e vistas livres, que Barra não se transforme em Copacabana!