Providência imediata antes que alguém morra sem poder sair de casa em dia de chuva

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Os apartamentos de dois condomínios da Rua Arnaldo Cintra, 400, 416 e 454, que totalizam 800 moradias foram vendidos na planta porém não informado que em frente ao empreendimento alagava. Há quase 6 anos estamos convivendo com o transtorno a cada chuva, não importando a intensidade, o que nos impede de entrar e sair de nosso imóvel. Somos colocados em risco de saúde, assim também como de morte por falta de socorro em uma emergência, já que não é possível se deslocar a um hospital e nem mesmo uma ambulância realizar o resgate.

Requeremos uma ação imediata da Prefeitura Municipal de São Paulo, uma vez que é responsável pela autorização dada a construtora para construção dos imóveis que hoje são resididos por mais de 2.400 pessoas.