Descaso com o Brás

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


O bairro do Brás teve papel essencial no nascimento e desenvolvimento da cidade de São Paulo, foi por aqui que tudo começou em meio a uma destruição da europa, o Brás através da sua hospedaria e estação ferroviária trouxe o progresso para a cidade, lugar onde hoje é o museu da imigração que com certeza contará essa história muito melhor que eu.

A voz do mestre Adoniran Barbosa talvez tenha sido o único reconhecimento ou homenagem a altura desse bairro que criou esta cidade, que no samba o Arnesto morava no Brás.

O que vemos hoje é uma degradação total do bairro, lixo pra todo lado, falta de segurança, a CET fecha os olhos para rua Domingos Paiva e o bairro como um todo, é um caos de caminhões na calçada e mesmo com varios chamados no 156 ou site, nao vêm aqui, a prefeitura esqueceu que o Brás é um bairro da cidade. Imagino se acontecesse na Faria Lima ou na Avenida Paulista o que acontesse aqui, resolveriam em 30 minutos.

Debaixo da estação do Brás de metrô, está cada vez pior e mais abandonado, pichações aparecendo a cada dia, muito lixo, carros abandonados (até ônibus abandonados há mais de 1 ano no local e diversas reclamações feitas no 156, prefeitura, etc sem sucesso também).

Neste local, pessoas vivem largadas sem um mínimo de cuidado da prefeitura, expulsaram as pessoas da Alcântara Machado e elas estão migrando para embaixo da estação do metrô. Casos de saúde publica de segurança e abandono.

Feira do rolo também nessa rua ao lado (Prudente de Morais), onde se vende de tudo na madrugada, se ouve tiros a noite, comércio de tudo que se imagina por ali e claro, um ponto forte de venda de drogas. Nesta rua as mulheres e todos que tem de trabalhar e passar por ali vivem com medo, precisamos contratar segurança particular para nos acompanhar da estação aos prédios que estão ha 100/200mts da estação, pois há muitos roubos e furtos no local. Já presenciamos várias pessoas chorando na rua por medo e desespero.

Do outro lado, na saída do trem para a rua Domingos Paiva também há uma praça abandonada, tomada por moradores de rua e por meliantes que se escondem para atacar quem sai da estação ou que atravessa a ponte vindo do largo da concórdia.

A polícia já veio inúmeras vezes e já disseram que não conseguem solucionar isso sozinhos, é um problema da prefeitura.

O parque Dom Pedro é um lixo só, quase não tem grama, virou terra pura, tomada por imigrantes, você corre risco de ser roubado lá também, é triste ver que cuidam tão bem do Ibirapuera mas abandonam um parque do bairro e do centro, por que? Só interessa o que a mídia e o que as empresas mostram? De que adianta criar outros parques se não conseguem manter os que tem? 

E os prédios históricos da região? Rangel Pestana está perdendo prédios centenários lindos, abandonados! Quantas fábricas antigas, históricas se ruindo?

O Brás é um bairro subestimado, existe muito espaço para moradias, para uma revitalização, pessoas saem de lugares muito longe para trabalhar nas regiões centrais, zona sul, zona oeste, mas deixamos de criar moradias em lugares próximos aos empregos, de fácil acesso para gerar superlotação dos transportes públicos, dificuldade de locomoção, trânsito, enfim. 

São Paulo vai continuar tratando bairros de formas tão deferentes? Brás x Pinheiros x Jardins ? Teremos todos que ir morar na Fradique Coutinho? Se é a iniciativa privada que mantém a cidade para termos bairros bons como Pinheiros, o que vocês podem fazer pelo Bras? Ou pelo menos intermediar investimentos privados na região?

O largo da concórdia é um lugar ótimo para compras, referência no Brasil inteiro em roupas e como é tratado? Já pararam para pensar no potencial da região? A rede de hotéis e hospedarias recebem gente do país todo. Porém, o índice de roubo e furto na reunão deve ser pior que o centro do Rio de Janeiro. É assustador.

Prefeitura, onde está o dinheiro ou a boa administração para cuidar do nosso bairro? Pra onde vão nossos impostos? Enquanto vemos esse desperdicio de dinheiro público em campanhas políticas, altos salários, por que não fazem o básico? Levem nossos bairros à uma administração privada que seja, liguem este bairro as oportunidades de São Paulo, o centro merece respeito.

Vamos continuar assistindo essa desigualdade social de braços cruzados? De um lado os bairros como Itaim, Pinheiros, os "farialimers" (revista veja) bancados pelas empresas, crescendo, se desenvolvendo e os outros bairros virando um lixão? Não se pode andar por estas ruas lindas e histórias após as 19:00?

A história da cidade está aqui e vocês estao deixando ela morrer. João Rubitado estaria indignado, assim como gerações de famílias nobres do mundo todo que começaram por aqui.

Este abaixo assinado é para pelo menos mostrar nossa indignação e esperar ações de melhoria, queremos viver bem no centro.