Não à maquiagem na Rocinha! Saúde e saneamento já!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


Nós, abaixo-assinados, moradores e amigos da Favela da Rocinha, localizada na cidade do Rio de Janeiro, viemos manifestar nossa indignação com o Prefeito Marcelo Crivella em razão de suas declarações feitas no dia 19 de março de 2018, quando visitou a favela. Suas palavras estão registradas em um vídeo que rapidamente tomou as redes sociais. Disse ele: “A fachada da Rocinha vai ser pintada, as esquadrias trocadas para ficarem padronizadas, arrumadas e bonitas. Também as marquises que estão em cima das lojas e essa fiação feia nós vamos trocar e postes também vamos melhorar. A ideia nossa é que, quando as pessoas passarem pela Estrada Lagoa Barra, olhem pra cá e tenham uma ideia de comunidade arrumada e bonita...”.

Se o prefeito está disposto a realizar obras, não faz mais do que a sua obrigação, mas que o faça de forma democrática e estrutural, em concordância com o conjunto dos seus moradores. E não adotando medidas ineficazes, de maquiagem de algumas fachadas, que visam tão somente esconder uma realidade mais ampla de necessidade de investimentos estruturais, de responsabilidade do poder público.

Portanto, repudiamos veemente tal declaração, que reforça preconceitos de longa data em torno da Rocinha, e das demais favelas, fazendo crer que se tratam de lugares de desordem, “feiura” e tão somente de problemas, precariedades, ausências. As favelas devem ser vistas, não importa qual o ângulo escolhido (das janelas dos moradores, dos carros que circulam no seu entorno ou de qualquer outro ponto), pelo que são: lugares de vivencia e interação social, trabalho, diversidade, produção de arte e cultura, potencialidades que demandam investimentos públicos (com a participação dos moradores) e, também, lugares que necessitam de infraestrutura urbana adequada à vida digna, como quaisquer outros da cidade. Registre-se que, nas favelas, vivem hoje cerca de 1,4 milhões de pessoas, 22% do total de habitantes do município do Rio de Janeiro.

Esta declaração revela indiferença, negação de direitos, além de desconhecimento em relação às NECESSIDADES dos moradores que, há décadas, reivindicam: saúde pública de qualidade, saneamento básico, melhores condições de infraestrutura urbana, equipamentos e serviços públicos, políticas públicas estruturantes e integradas, entre outros, de modo que garantam a efetividade do direito à moradia digna e, enfim, o direito à cidade.

É importante ressaltar que a Rocinha vem sofrendo muito com o sucateamento da saúde pública no Rio de Janeiro, com falta de medicamentos, insumos, materiais diversos e atrasos de salários.

E não há como falar em saúde sem saneamento básico, de competência da prefeitura, conforme determinado na Lei orgânica do Município do Rio de Janeiro.

Pelo exposto, exigimos que a verba informada pelo Sr. Prefeito prevista para maquiar a fachada da Rocinha seja realocada para a saúde pública nesta favela, com o devido investimento em seu pleno funcionamento, pagamento de profissionais e na estrutura do saneamento básico.

As vidas nas favelas importam e devem ser valorizadas. Investimento em saúde e saneamento na Rocinha já!



Hoje: Rocinha Sem Fronteiras está contando com você!

Rocinha Sem Fronteiras precisa do seu apoio na petição «Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Prefeito Marcelo Crivella: Não à maquiagem na Rocinha, reivindicamos saúde e saneamento já!». Junte-se agora a Rocinha Sem Fronteiras e mais 6.116 apoiadores.