Revogação do aumento da tarifa do transporte coletivo

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Através do Decreto 35.574, de 29 de agosto de 2019, a Prefeitura Municipal de Joinville definiu os novos preços da tarifa do transporte coletivo municipal, sendo R$ 4,50 a passagem antecipada e R$ 4,90 a passagem embarcada.

A decisão atende exclusivamente o interesse de dois grupos da elite econômica da cidade: os donos das empresas Gidion e Transtusa, que administram ilegalmente o transporte coletivo na cidade (ambas ainda estão fazendo a gestão do transporte urbano mesmo com seu contrato tendo vencido em 2014). 

O prefeito Udo Döhler não leva em consideração que seu decreto impacta diretamente a vida de milhares de famílias que têm os ônibus como principal, e ocasionalmente única, forma de transporte. A diferença, que é de 10 centavos por passagem, pode até parecer pouca para Udo e os empresários que comandam o nosso transporte, mas para muita gente esses centavos por dia fazem a diferença no fim do mês, quando as contas estão apertadas.

Nesse sentido, solicitamos:

  1.  À PREFEITURA MUNICIPAL DE JOINVILLE, que revogue imediatamente este Decreto que irá prejudicar tantas famílias na cidade, apresentando recurso ao Tribunal de Justiça para garantir que possa cobrar o menor preço possível da população joinvilense e que não seja refém destes dois grupos econômicos;
  2. À CÂMARA DE VEREADORES DE JOINVILLE, que cumpra seu papel de fiscalização concedido pelo povo e atue em defesa das reais necessidades da população joinvilense, denunciando abusos como este das empresas de transporte coletivo da cidade, redigindo um Decreto Legislativo que tenha efeito suspensivo ao referido Decreto Executivo.

Joinville, 02 de setembro de 2019.