Rogério Lins, os servidores da Prefeitura de Osasco exigem melhores condições já!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Nós, servidores da Prefeitura do Município de Osasco, vimos à população externar nossa REVOLTA e REPÚDIO ao prefeito Rogério Lins por sua proposta de reajuste salarial de 3,68% como resposta à campanha salarial de 2018.

Há anos os servidores sofrem intenso descaso por parte das gestões: perdas salariais de aproximadamente 35%, falta de estrutura nos equipamentos, falta de materiais básicos, equipamentos e carros em frangalhos. Todas as secretarias enfrentam dificuldades para dar suporte aos servidores e isso tem resultado em inúmeros problemas não apenas para quem trabalha nesse sistema, mas também para os moradores do município que dependem dos serviços públicos.

Leia uma recente carta aberta publicada pelos trabalhadores da rede de atenção psicossocial, a qual denuncia o abandono de seus equipamentos por parte da prefeitura:

https://www.facebook.com/campanhasalarialosasco2018/photos/a.1704505016276776.1073741829.1700371946690083/1706183199442291/?type=3&theater

A Prefeitura de Osasco, que se orgulha em dizer ter o SEGUNDO MAIOR PIB do Estado, agoniza os MENORES SALÁRIOS DE SERVIDORES DA REGIÃO. Muitos ganham menos que um salário mínimo! Isso é inaceitável!

Durante sua campanha, o prefeito Rogério Lins prometeu mudar esse quadro mas até o momento a maior parte do conjunto dos servidores permanece sem nenhum reajuste. Há também um grande problema: atualmente a prefeitura comporta grande número de trabalhadores comissionados e terceirizados. Essa quantidade exagerada de trabalhadores não efetivos acaba por inchar a folha de pagamento. É importante ressaltar que os trabalhadores terceirizados são extremamente precarizados - não dispondo de estabilidade (inclusive). Os trabalhadores comissionados são, na maioria das vezes, pessoas não qualificadas que cumprem os mandos da gestão sendo obrigados a participar de atividades político- partidárias nos horários de trabalho, nos finais de semana e em suas férias. Trata-se do famoso "cabide de empregos" muito comum nas administrações públicas, pois os governantes precisam cumprir suas promessas de cargos após as eleições.

Alguns servidores receberam esta bela carta repleta de promessas que até agora não foram cumpridas. Veja neste link:

https://www.facebook.com/campanhasalarialosasco2018/photos/a.1704505016276776.1073741829.1700371946690083/1741024842624793/?type=3&theater

Como consequência do descaso os profissionais buscam recolocação em outros municípios e a população sofre com falta de médicos, professores, assistentes sociais, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, psiquiatras, vigilantes, agentes de limpeza, de atendimento, enfim, o serviço público, em geral, fica ainda mais comprometido. Se as condições e salários fossem justos, ocorreria o contrário: mais profissionais competentes se interessariam em trabalhar na Prefeitura de Osasco e os servidores já efetivados permaneceriam mais tempo  servindo a população. Valorizados e remunerados com dignidade, os servidores poderiam investir mais em cursos e especializações. Resultado: a população seria mais beneficiada com servidores qualificados prestando atendimento de qualidade para suas famílias em equipamentos melhores estruturados.

Portanto, a atual política de tratamento aos servidores da prefeitura é nociva, prejudicial e inadmissível não apenas para quem trabalha, mas também para quem depende dos equipamentos públicos.

No dia 03/05/18 o sindicato que representa os servidores se reuniu com representantes da prefeitura para a última mesa de negociação referente à campanha salarial de 2018. A proposta do prefeito Rogério Lins para os servidores foi a seguinte: reajuste salarial linear de apenas 3,68% e aumento no vale alimentação de 6% ou escalonado de 3% a 9%. Estamos exigindo 15%, praticamente menos da metade do que nossas perdas que, como já mencionado, estão hoje em 35%.

É imprescindível que nós servidores continuemos mobilizados. É imprescindível que tenhamos o apoio de toda a população, pois, ao contrário do que se prega, o funcionalismo público é muito importante e sem ele nenhuma cidade avança.

À população de Osasco dizemos: nossa luta não é somente para nós, também é para todos os que necessitam dos serviços públicos. NÃO QUEREMOS PRIVILÉGIOS, QUEREMOS RESPEITO! QUEREMOS MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO! QUEREMOS ATENDER QUALIFICADAMENTE OS MUNÍCIPES!

RESPEITO, VALORIZAÇÃO E JUSTIÇA é o que se espera de um prefeito que prometeu investir no serviço público de Osasco.



Hoje: Grupo está contando com você!

Grupo Organizado pela Campanha Salarial de Osasco 2018 precisa do seu apoio na petição «Prefeito Rogério Lins: Rogério Lins, os servidores da Prefeitura de Osasco exigem melhores condições já!». Junte-se agora a Grupo e mais 651 apoiadores.