REABERTURA DAS ACADEMIAS EM CURITIBA!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Os Cidadãos Brasileiros abaixo-assinados, residentes na Capital do Estado do Paraná, Curitiba, concordam plenamente com a Reabertura das Academias de Ginástica e Natação e similares em razão da promoção de uma melhor qualidade de vida para todos através do exercício físico, considerando especialmente a situação de pandemia em que vivemos, cujo um dos indicadores para evitar complicações em caso  contágio é justamente o fortalecimento de nossa imunidade adquirida pela realização de atividade física.

Desta forma, esses estabelecimentos não podem ser equiparados ao comércio e outros prestadores de serviços.   

Entendemos que o risco de contágio nas academias de ginástica e natação podem ser mitigados adotando-se as medidas de segurança indicadas abaixo e certamente são muito inferiores ao risco de contágio em supermercados, farmácias e transporte coletivo.

As pessoas que assinam este documento entendem que a volta do funcionamento das academias se faz necessária única e exclusivamente para fins de promoção da saúde física e mental, sendo a questão estética totalmente sem importância neste momento que estamos vivendo.

Enumera-se aqui brevemente os benefícios da realização de atividade física:

* diminuição dos sintomas de ansiedade, stress e depressão,

* diminuição de dores referentes a coluna, artrite, artrose, esclerose múltipla,

* aumenta a imunidade,

*auxilia no tratamento da hipertensão, diabetes, obesidade, colesterol alto,

* aumenta a resistência respiratória e VO2,

* Natação auxilia em doenças respiratórias como bronquite e asma,

* entre muitos outros benefícios

As academias desta capital vêm se preparando para sua reabertura atendendo a todas as exigências da OMS e do Ministério da Saúde, observando todos os itens de segurança e distanciamento, tais como:


I. Atender com restrição de público, 01 (um) cliente a cada 04 (quatro) metros quadrados de modo a evitar aglomeração de pessoas no interior do estabelecimento no mesmo horário, adotando medidas de controle de acesso na entrada;
II. O uso de máscara será obrigatório durante a permanência dentro do estabelecimento, inclusive durante todo treino;
III. Monitoramento intensivo das condições de saúde dos funcionários, se apresentar febre e/ou sintomas respiratórios, tosse, congestão nasal, dificuldade para respirar, falta de ar, dor de garganta, dores no corpo, dor de cabeça, deve ser imediatamente afastado das atividades e orientado a entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde;
IV. Disponibilizar álcool 70% para higienização das mãos, para uso dos clientes e funcionários, em pontos estratégicos (entrada, corredores, balcões de atendimento e próximo aos aparelhos e equipamentos);
V. Redimensionar a disponibilização dos equipamentos e aparelhos, considerando o distanciamento mínimo de 1,5 metros entre eles;
VI. Manter os equipamentos e aparelhos em perfeito estado de conservação, com revestimentos íntegros, de modo a favorecer a desinfecção;
VII. Obrigatoriamente, os estabelecimentos deverão realizar, entre cada uso, a desinfecção dos mobiliários, equipamentos, anilhas, barras, bolas, pesos, caneleiras, colchonetes, corrimão, maçanetas, terminais de pagamento, puxadores, cadeiras, poltronas/sofás, dentre outros.
VIII. A desinfecção deverá ser realizada através do uso de álcool 70%, solução clorada (0,5% a 1%) ou sanitizante adequado segundo recomendações da ANVISA, fazendo uso de material descartável (papel toalha, pano multiuso);
IX. Suspensão do uso de acessórios e materiais de uso coletivo que não favoreçam a devida desinfecção;
X. Os dispensadores de água que exigem aproximação da boca para ingestão, bebedouros e chuveiros, devem ser lacrados e seu uso será PROIBIDO;
XI. Utilização obrigatória de garrafas e toalhas individualizadas;
XII. Manter portas e janelas abertas, favorecendo a ventilação dos ambientes;
XIII. O estabelecimento obrigatoriamente deverá fornecer EPIs (equipamento de proteção individual), inclusive uso de máscaras e luvas adequadas aos funcionários;
XIV. Priorizar treinos de curta duração, de modo a permanecer no estabelecimento o menor tempo possível;
XV. Uso obrigatório de termômetro do tipo eletrônico a distância para aferir a temperatura de todos entrantes (caso seja apontada uma temperatura superior a 37.8ºC, a entrada da pessoa no espaço será proibida).

XVI. Nas piscinas a utilização poderá se dar somente com 1 aluno por raia, sendo obrigatório o uso do chinelo, um professor por piscina, e local individual e distante um do outro para colocar roupão e toalha; Sendo certo que o risco de contágio na água é quase nulo em razão da existência do cloro;
XVI. Recomenda-se o fechamento do estabelecimento por uma (01) hora para desinfecção no meio do horário de funcionamento;  

Assim, pedimos encarecidamente a reabertura das academias de ginástica e natação, estabelecendo-se medidas preventivas de contaminação e propagação do vírus COVID-19.

Assinado, Professores e atletas de Curitiba