Permanência dos usuários e funcionários nos centros de convivência da prefeitura do RJ

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Na segunda feira do presente ano, fomos surpreendidos pela atual secretária da pessoa com Deficiência do Rio de Janeiro em uma reunião on line nos informando que devido ao corte de gastos, os usuários dos centro de Convivência atendidos desde 2012  serão transferidos para os Centros de Referencia da Prefeitura, cabe aqui ressaltar que em nenhum momento a prefeitura preocupou-se em consultar os responsáveis pelas mudanças , além disso meu irmão fazia tratamento desde de 2008 na FUNLAR (Centro de Referencia da Prefeitura), na ocasião o prefeito era Cesar Maia e quando esse mesmo gestor atual, entrou ele praticamente obrigou aos usuários com deficiência intelectual a serem retirado dos centros de referência para os centros de convivência no qual eles hoje são atendidos. Embora a justificativa seja de ampliar o serviço, nós conseguimos perceber que apesar dos centros terem uma estrutura pequena, o trabalho desenvolvido ali conseguiu obter uma resposta muito mais favorável do que os centro de referencia pelo ambiente acolhedor remetendo ao lar, o que pra eles é muito importante pra adaptabilidade, pois eles conseguem assimilar com as rotinas que tem em casa e sabemos o quanto são resistente a troca de rotina, o ambiente é acolhedor, além da afabilidade dos funcionários que efetivamente contribuíram para a resposta no desenvolvimento cognitivo, social e emocional melhorando a  qualidade de vida deles. Sendo assim essa transferência impactaria de forma negativa e desnecessária ,além disso os funcionários foram demitidos  por esses argumentos citados dizemos NÃO há Transferência para lá e para cá, nossos filhos não podem ser prejudicados  sempre que houver mudança de governo é melhorar o que já está funcionado até para não gastar mais recursos públicos, sendo assim peço deferimento e permanência dos usuários e funcionário nos centro de convivência e apoio de todos nessa causa. Agradecidamente irmã e responsável por usuário portador de Deficiência Intelectual no Rio de Janeiro, representando aqui todos os brasileiros pelo direito a liberdade de escolha na pela luta  aos portadores de Deficiência do nosso País.