PELA MANUTENÇÃO, AMPLIAÇÃO E ALARGAMENTO DA CICLOFAIXA DA RUA MELO PEIXOTO

PELA MANUTENÇÃO, AMPLIAÇÃO E ALARGAMENTO DA CICLOFAIXA DA RUA MELO PEIXOTO

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Bike Zona Leste criou este abaixo-assinado para pressionar Bruno covas (Prefeito) e

À

Prefeitura do Município de São Paulo

Subprefeitura da Mooca

 

Nós, ciclistas de São Paulo, especialmente da Zona Leste de São Paulo, marginalizados nos processos de urbanização e rodoviarização da cidade, abaixo assinamos este documento, em comum concordância, para solicitar a manutenção, a ampliação e o alargamento da ciclofaixa implantada ao longo das ruas Catiguá, Melo Peixoto e Aiamá.

Historicamente, ciclistas que circulam diariamente pela Zona Leste da capital são vítimas do trânsito violento e da negligência do Estado quanto à implantação de infraestrutura cicloviária que abranja conexões com a área central e entre diferentes distritos da região, sobretudo porque o viário situado na subprefeitura da Mooca não recebe as intervenções necessárias para consolidar tais ligações. Recentemente, Lucas, um ciclista entregador, foi morto de forma trágica por um motorista de caminhão no movimentado cruzamento entre a Rua dos Trilhos e a Rua Visconde de Laguna/ Rua Hipódromo. Desde 2008, quando foi implantada a ciclovia Caminho Verde, que acompanha parcialmente o traçado da Linha 3-Vermelha do Metrô de São Paulo entre as estações Corinthians-Itaquera e Tatuapé, reivindica-se a urgente implantação de infraestrutura cicloviária abrangendo conexão dessa ciclovia com a área central, necessidade que foi compreendida e defendida pelos três últimos prefeitos, incluindo o atual Bruno Covas, mas que até o momento não teve sequer suas obras iniciadas e as promessas para a contemplação desse trecho não foram cumpridas.

O fluxo de veículos motorizados é perfeitamente compatível com o estreitamento das faixas de rolamento para a implantação de ciclofaixa, pois esse eixo é paralelo a outras vias arteriais (Radial Leste, Avenida Celso Garcia e Marginal Tietê) que, juntas, dispõe de 30 faixas de rolamento, 15 no sentido centro e 15 no sentido bairro, sendo que a Avenida Celso Garcia, recentemente bidirecionalizada para todos os veículos, promove conexão com todas as vias locais e coletoras também atendidas pela Rua Melo Peixoto. A infraestrutura cicloviária, entretanto, só existia num desses eixos viários (Radial Leste) e sequer o contempla por completo.

Os transtornos são muitos, visto que as vias ou os trechos que não oferecem infraestrutura cicloviária levam ciclistas ao conflito direto da disputa por espaço com veículos motorizados, velozes e capazes de tirar vidas, como recentemente aconteceu com os ciclistas Lucas, anteriormente citado, Joab, também na Zona Leste, e Marina, em outra região do município.

A ciclofaixa está sendo ocupada por recicladores, que são muito bem-vindos na infraestrutura cicloviária com suas carroças. O grande volume desses indivíduos sobre a ciclofaixa e o conflito com ciclistas desviando pela faixa de fluxo misto sentido bairro contrasta e denuncia as desigualdades sociais e a marginalização de carroceiros e de ciclistas que, antes excluídos de uma via cujo espaço era praticamente todo destinado aos carros, agora são visíveis e já denotam o quão indispensável essa ciclofaixa já era muito antes de ser implantada e o quão necessário é ampliar espaços para pessoas para a democratização da rua. O apoio a esse tipo de intervenção não se trata de mera opinião, mas é obrigação legal dos municípios com base na Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) - Lei 12.587, de 3 de janeiro de 2012.

Além disso, necessitamos prioritariamente de melhorias no sistema cicloviário da região, como a conexão da ciclofaixa com as duas grandes universidades do entorno (UNICID e UNIP), com o bicicletário do Terminal Aricanduva, com o eixo cicloviário ao longo do córrego Tiquatira, com a ciclovia da Ponte Aricanduva e com a ciclofaixa da Rua 21 de Abril, no Brás, oferecendo a primeira e histórica conexão da Zona Leste com o centro que tanto reivindicamos e não somos atendidos.

Desta forma, assinamos abaixo solicitando que a ciclofaixa da Rua Melo Peixoto seja mantida, ampliada e alargada, por ser absolutamente necessária a todos que transitam pelo local, representando proteção e segurança a ciclistas, recicladores e pedestres, bem como providências urgentes para a melhoria no sistema cicloviário da região.

Seguem as folhas com assinaturas.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!