Para que os professores do EMEF Julio Mesquita voltem a dar aula urgente

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Estamos já quase no final do 1° Bimestre, e esse ano de2019, meu filho não pisou na escola por conta da greve dos professores. A greve dos funcionários municipais teve início no 1° dia de aula, e não foram todas escolas que aderiram à greve, mas a EMEF Júlio Mesquita sim.

A escola se recusa a abrir , inclusive atender telefone e secretaria fechada. O único canal que nós pais tínhamos de comunicação com a escola era o Facebook e nem isso temos mais, pois a Escola bloqueou todos os pais que deram opiniões contra a greve.

Assim como eu, muitos pais estão aflitos por não saber o que fazer, então que esse abaixo assinado seja um meio de conseguirmos solução junto ao prefeito para que nossos filhos voltem a estudar imediatamente, sendo que hoje 08/03, nossos filhos completam 38 dias sem estudarem.

A escola tem usado nossas crianças para fazer manobras no sistema, uma ou 2x por semana anunciam no Facebook que terá aula para apenas um grupo pequeno de alunos, suponho que estão fazendo isso para não dar abandono de emprego. 

Todos nós começamos o ano pagando impostos altos, então exigimos que o serviço de educação seja prestado com urgência e qualidade. 

Ou matricularemos nossos filhos no ensino particular ou entraremos com uma ação judicial contra o município, pedindo o reembolso das mensalidades, pois entendemos que já pagamos  todos os impostos para ter os serviço de educação prestados.

E sem contar o abandono intelectual, crianças estarem perdendo aula e desorganizado a vida dos pais