POR NENHUMA BOLSA A MENOS - UNIFESP SEM CORTES

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


 A UNIFESP conta com 12.723 estudantes, sendo 2.193 só do Campus Baixada Santista. Dentro destes, existem 1.109 que precisam da bolsa de permanência estudantil, de acordo com dados de 2018. Hoje, apenas 791 recebem este auxílio, alguns com redução do valor.
 As bolsas existem para garantir o direito a permanência dos alunos.São utilizadas principalmente para moradia, transporte e alimentação, ou seja, para que o universitário tenha o acesso mínimo ao que é necessário para dar continuidade aos estudos.
  Na madrugada de 21 de março, fomos surpreendidos com a notícia de que houve o corte e redução de mais de 540 bolsas de permanência estudantil, isso significa mais de 540 pessoas afetadas e tendo seus sonhos interrompidos.

 O Ministério da Educação e Cultura é o órgão público federal que deveria assegurar a qualidade crescente da educação.  Frente a isto, nos organizamos em assembleias a fim de discutir o posicionamento dos estudantes em relação as ações possíveis para demonstrar o descontentamento quanto aos cortes e reduções. Sendo assim, na Assembleia Estudantil Extraordinária do dia 26 de março de 2018, foi decidido por contraste, greve no Campus Baixada Santista.

 Diante dos fatos, gostaríamos de reivindicar a volta das bolsas; uma garantia de que o direito dos estudantes será assegurado e um posicionamento do Ministro da Educação quanto a situação financeira da Universidade Federal do Estado de São Paulo, UNIFESP.
 Não podemos perder nenhum estudante da universidade e iremos juntos realizar o possível para o retorno das bolsas e dos estudantes que precisam abrir mão da continuidade do curso. É necessário refletir quais são os valores moral e financeiro dados a educação no Brasil. A universidade estará mobilizada até que esse histórico seja revertido.
 Quando falamos que a faculdade é pública, que é para todos, não podemos falar apenas sobre o ensino. Não podemos ignorar as realidades desiguais que estudantes jovens e adultos possuem para chegar até aqui e ocupar esse espaço.
Quando há o corte das bolsas desses(as) estudantes, é retirada a sua moradia, seu almoço, o mínimo do que se necessita para sobreviver e garantir seu direito ao acesso integral à educação. Há o fechamento das portas e a seleção de quem vai estar aqui dentro.
A faculdade pública é para todos e não vamos desistir de lutar por isso!
Nenhum direito a menos, nenhum(a) estudante a menos.



Hoje: Unifesp está contando com você!

Unifesp Baixada Santista precisa do seu apoio na petição «POR NENHUMA BOLSA A MENOS - UNIFESP SEM CORTES». Junte-se agora a Unifesp e mais 5.828 apoiadores.