Instalação de uma UNIDADE MÓVEL na Praça Hilario Cardoso Franco SP (fim de fluxo)

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Protocolos Psiu Prefeitura de São Paulo: 21459656, 21453049 e 21453048.

Total falta de respeito, uso de drogas, bebidas alcoólicas, veículos com som alto, aglomeração na via impedindo o trânsito de veículos e o acesso dos moradores aos imóveis, sujeiras na via publica, presença de ladrões (carros e motos roubados), venda de bebidas para menores, dano ao patrimônio publico e privado, esses são somente alguns dos problemas que os moradores da praça Hilário Cardoso e arredores estão carregando nas costas.


A foto anexada a este abaixo-assinado é a atual entrada da padaria PIM PÃO, após a brilhante ideia do Sr Albino (dono do imóvel) de alugar seu salão em um bairro residencial e de trabalhadores para a criação de uma ADEGA (sem regras, porque as vezes a mesma vara a noite aberta), a paz local automaticamente chegou ao fim. O motivo principal da bagunça não é a ADEGA, mas ela se torna um meio de abastecimento transformando o ambiente propicio a bagunça, assim como o bar tic-tac e bar do Luiz logo acima na mesma rua. O bairro Cardoso Franco é residencial e não condiz com este objetivo. Os finais de semana que seria o período de descanso, a praça se transforma em um mundo sei lei, pessoas que estão procurando por badalação, barulho, bagunça, drogas, falta de respeito/pudor, coisas erradas e se arrastando em seus vícios com drogas, surgem de fora (muitas vezes organizados em grupos de zap, face etc), é como se o ambiente agradável e bonito da praça fosse um imã para coisas ruins, isso transforma especificamente a praça em um fluxo em todos os finais de semana (principalmente aos domingos), nós aqui do Cj. Jaú estamos profundamente cansados, insatisfeitos e incomodamos…, não conseguimos receber a família, não conseguimos mais descansar bem, nossos imóveis estão desvalorizando pela presença de vagabundos na rua e indivíduos estranhos, daqui estamos tendo prejuízos imagine os vizinhos que moram na própria rua dos estabelecimentos. O ambiente se tornou quase uma Cracolândia.

 
DESESPERADAMENTE, precisamos, contamos e acreditamos na ajuda da Policia Militar juntamente com o Prefeito, para nos ajudar com a questão. Temos acionado via telefone a policia e eles sempre tem respondido prontamente, porem precisamos de algo mais efetivo para o contorno da situação, ou seja, a instalação de uma BASE POLICIAL MÓVEL LOCAL constante aos domingos pelo menos até que a situação seja normalizada novamente, com certeza ira trazer ordem e todos os indivíduos que hoje estão sendo atraídos pelas atratividades, serão dispersos com a presença constante da Polícia, os mesmos irão desistir de comparecer pois o publico é formado por zé droguinhas, automóveis ilegais e até roubados, transito intenso de motos, meninas com pouco ou nenhum intelecto, bandidos, viciados, estelionatários, furtadores… em sua maioria são pessoas que fogem da lei e que são de fora (não teriam coragem de fazer em frente as suas casas oque que estão fazendo aqui e que somente respeitam a polícia).

Cordialmente e no aguardo,

Moradores (Cj Jaú, Cardoso Franco e Jd. São Roberto)