Pela correta fiscalização de maus tratos a animais no Distrito Federal

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


A SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA EXIGE A TROCA DE UM COMANDANTE  DA POLÍCIA AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL.

Trata-se do Comandante do Batalhão da Polícia Ambiental do DF, senhor José Gabriel Souza Júnior, que tem utilizado o protocolo de intimidação da sociedade, utilizando a força da instituição policial para divulgar  vídeos acusando quem denuncia maus-tratos de promover fake news.

Desta vez, foi ao local de denúncia por três vezes e, ao verificar um animal, com corda curtíssima, habitando em uma varanda, sem condições sequer de deitar, não cumpriu a Lei Distrital 4060/2007, o que seria sua única função.                                               

Para piorar, costuma advogar pelo denunciado,  emitindo laudos de saúde sem qualificação técnica de advogado, ou veterinário. 

Ao  final,  grava vídeo público no YouTube, acusando a sociedade de propagar fake News em uma tentativa grave de intimidação como protocolo oficial, usando a instituição da Polícia Ambiental do DF como se lhe pertencesse e causando um dano moral coletivo a quem tem razão técnica e legal. 

Em outro caso, usou a página da polícia para fazer o mesmo, sofrendo processo junto à corregedoria.                                                   

Ao acusar a sociedade de tentar desmoralizar a polícia militar do DF, se acovarda usando a instituição para proteger seus erros como agente público, tentando amordaçar e desmoralizar quem tem razão.

Assim, lamentavelmente,  quem desmoraliza a instituição é o próprio comandante, com essa repetida forma de atuação reativa, protocolo que ignora a legalidade e tenta inverter a razão legal, atacando a sociedade.

Lei 4060/2007 do DF:
XXVII - manter animal preso em correntes ou similares, ou contido em local que não lhe permita espaço de movimento adequado à sua espécie.

Link do vídeo https://youtu.be/50odxoQPB2U