Pelos asmáticos em quarentena (corona vírus): não fume em sacadas de condomínios.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Tenho problemas respiratórios e, há muito tempo, quase não abro as janelas de um dos lados do meu apartamento porque os vizinhos fumam e essa fumaça entra no meu apartamento e me faz muito mal. Meus gastos, riscos e danos têm sido muito grandes para bancar as consequências do vício alheio. Agora, com a quarentena devido ao Coronavírus, continuo impossibilitada de ventilar vários cômodos do meu apartamento (não sei quando a fumaça vai entrar e deixo tudo fechado). Não consigo sequer ficar na minha sacada para tomar sol direto (vitamina D) e ar. Isso fora as consequências psicológicas do receio da fumaça tóxica e do enclausuramento e a quantidade de cinzas que ficam em todas as superfícies e eu tenho que pagar serviços especiais para limpar. Também estou tendo gastos adicionais com purificação de ar, medicamentos etc. O regulamento do meu condomínio proíbe que os moradores deixem escapar vapores insalubres etc. pelas janelas, mas, mesmo ciente do meu problema, o corpo diretivo tem se recusado a agir efetivamente para que essa regra legal e regimental seja cumprida e minha saúde e direitos sejam preservados. Ao falar com  pessoas que fumam, eu ouço muito que "não existe uma lei", então não irão parar de fumar "onde quiserem". Mas de fato existe: o Direito de Propriedade sempre deve ser equilibrado com o Direito de Vizinhança. Quero ter saúde física, psicológica e financeira, quero ter liberdade de viver e respirar em segurança dentro da minha própria casa, quero ter o direito ao conforto pelo qual pago pontualmente todos os meses (em um valor alto de aluguel) e peço para que o Governo do Estado de São Paulo, a exemplo de outros lugares, discuta e reforce através de campanhas o direito que já temos, proibindo explicitamente o fumo em locais como sacadas, balcões e terraços dos condomínios residenciais multifamiliares, principalmente quando muito próximos das outras unidades residenciais e em tempos de quarentena. Esta petição também pede que meu e nossos condomínios em todo o país façam campanhas anti-fumo e, independentemente até de regras e leis, tenham bom senso, empatia e solidariedade quanto a isso, pedindo às pessoas que fumam para cuidarem dos seus resíduos, pois a casa e o corpo da outra pessoa não têm função de absorvê-los. Se as pessoas não querem parar de fumar por si mesmas, que, ao menos, não fumem em locais que atinjam e prejudiquem gravemente a saúde, os direitos e o conforto de outras pessoas.