Pelo fim do “salário-esposa” em São Paulo!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!


Precisamos de você!

A Prefeitura de São Paulo desembolsou R$ 553.650 em 2019 com o salário-esposa, um benefício pago desde 1968 a servidores homens que são casados ou vivem com mulheres que não trabalham. Em 2020, a previsão é de gastar mais R$ 455 mil com o auxílio.

Uma verdadeira aberração jurídica, visto que o valor pago a cada servidor é apenas R$ 3,39.

Em 2018, dois projetos de lei foram protocolados na Câmara Municipal com o objetivo de revogar o salário-esposa, um da vereadora Soninha Francine e outro da então vereadora Sâmia Bonfim. Nos dois, a tramitação parou na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em novembro do mesmo ano. Através desse abaixo-assinado, pedimos à Câmara Municipal a aprovação de um dos projetos de lei que vise acabar com esse benefício.

A população de São Paulo agradece o seu empenho!

Assine!