Petition Closed
Petitioning test

Papa Francisco, no Vaticano: Pelo Amor de Cristo, Pare o Abuso Sexual… Para Sempre!

127,513
Supporters

Papa Francisco, no Vaticano: Pelo Amor de Cristo, Pare o Abuso Sexual… Para Sempre!

O abuso sexual dentro da Igreja Católica tem sido nada menos do que uma epidemia de proporções catastróficas. A devastação das vítimas, a ruína de sacerdotes e religiosos e o prejuízo a uma das mais importantes religiões do mundo e seus fiéis são terríveis e incalculáveis.

Os bispos australianos Geoffrey Robinson, Bill Morris and Pat Power pedem ao novo Papa para aproveitar a oportunidade de sua nomeação não somente para purificar a Igreja, mas também para colocar a Casa de Deus/Dele em ordem para todo o sempre.

COMISSÕES GOVERNAMENTAIS NÃO VÃO PREVENIR O ABUSO SEXUAL – PARA SEMPRE

O Bispo Robinson destaca três tarefas fundamentais na erradicação do abuso sexual na Igreja: identificar e afastar os ofensores, encontrar e dar apoio a todas as vítimas e sobreviventes, e identificar e resolver as causas do abuso e da resposta insatisfatória dada pela hierarquia da Igreja.

Inquéritos governamentais e legislação para tratamento das questões institucionais relacionadas ao abuso sexual de crianças podem tratar das duas primeiras tarefas; no entanto, não tem competência ou poder para fazer as mudanças necessárias visando garantir que o abuso sexual sistêmico NUNCA mais aconteça na Igreja Católica. 

 

O Bispo Robinson tem experiência considerável, tendo estado envolvido nas duas primeiras tarefas por dezoito anos. Ele e os bispos Morris e Power acreditam firmemente que há uma necessidade desesperada de enfrentar o terceiro elemento: prevenir o abuso em primeiro lugar... para sempre! Ele está pedindo nada menos do que um Concílio de toda a Igreja, incluindo leigos, para enfrentar as questões que contribuem para a causas do abuso sexual sistêmico.

 

MUITOS GRUPOS CATÓLICOS PEDEM MUDANÇAS.

Há muitas pessoas e muitos grupos em todo o mundo pedindo mudanças na Igreja Católica. Apesar de terem enfoques um pouco diferentes, há um certo número de alterações defendidas por todos. Esses grupos pedem por:

  1. 1)Maior Inclusão – uma Igreja tanto para mulheres quanto para homens, tanto para leigos quanto para o clero, para os marginalizados tanto quanto para os incluídos
  2. 2)Maior abertura – se há escândalos, é melhor trazê-los à tona e confrontá-los do que tentar ocultá-los
  3. 3)Maior participação – sem tirar o poder do Papa, mas pedindo maior participação e consulta, para que toda a Igreja tenha um papel mais ativo na missão da Igreja
  4. 4)Maior Entendimento de Missão – maior concentração na pessoa e na missão de Jesus Cristo do que na autoridade, nas leis, na obediência e na conformidade teológica

Os bispos Robinson, Morris e Power acreditam que é tempo de nos unirmos em uma só voz; assim, o Vaticano não pode mais ignorar

 

É TEMPO DE AÇÃO

Esta petição global dá aos católicos uma voz coletiva. Assim, o novo Papa vai conhecer a intensidade e a grandeza do nosso sentimento em relação ao assunto do abuso sexual. Vai mostrar a ele que toda a Igreja quer ajudá-lo, trabalhar com ele na solução desse problema de grande importância. Queremos que o novo Papa lidere a Igreja para um futuro desejado por ele e por todos os católicos – e que o mundo precisa.

 

PELO AMOR DE CRISTO – MOSTRE SUA VOZ E DÊ O SEU APOIO

Assinando essa petição, você está auxiliando cada grupo católico que pede por mudanças. Você está ajudando a criar algo muito especial: a voz dos fiéis. Você vai estar ajudando a criar uma Igreja para o futuro, livre de abuso sexual, cheia de participação e inclusão, uma Igreja onde o Deus do Amor, através de Jesus Cristo, nos faz orgulhosos e cheios do Espírito Santo. Esta é a voz que queremos que o Vaticano escute. 

Então, se você é católico e acredita que é tempo de a Igreja ouvir seus fiéis e se você é um católico que quer impedir para sempre a ocorrência de abuso sexual, por favor assine a petição. 

Pelo Amor de Cristo e da nossa Igreja, incentive sua família, amigos e outros paroquianos a fazerem o mesmo. Juntos, como católicos, podemos promover mudanças.

Para mais detalhes sobre os planos do bispo Geoffrey Robinson de acabar com o abuso sexual, para sempre, leia seu último livro: For Christ Sake: End Sexual Abuse in the Catholic Church…for good 

(ainda sem tradução para o português).

Letter to
test
Para: Papa Francisco, no Vaticano

Nós, abaixo-assinados membros da Igreja Católica, estamos revoltados com as contínuas histórias de abuso sexual dentro da nossa Igreja, e ficamos estarrecidos com a quantidade de respostas anticristãs para aqueles que sofreram.
Quando tantas pessoas cometem ofensas ou reagem de maneira insatisfatória, nós não podemos nos limitar a culpar os indivíduos, mas devemos também buscar as causas sistêmicas. A situação é tão grave que pedimos um Concílio Ecumênico para enfrentar a questão principal: fazer todo o possível para erradicar o abuso na Igreja e produzir uma resposta melhor para as vítimas. Parte essencial desse processo é que os leigos do mundo todo devem ter participação importante no Concílio (porque nossos filhos foram abusados ou colocados em risco), e que os seguintes assuntos sejam incluídos:
1. A contínua influência da idéia de um Deus irado
2. A imaturidade que surge como consequência da obediência passiva em adultos
3. O ensinamento da Igreja sobre moralidade sexual
4. O papel desempenhado pelo celibato, especialmente o celibato obrigatório, nos casos de abuso
5. A falta de uma forte influência feminina em todos os âmbitos da Igreja
6. A idéia de que o sacerdote está acima de outras pessoas através da ordenação (clericalismo)
7. A falta de profissionalismo na vida dos sacerdotes e religiosos
8. As situações insalubres em que muitos sacerdotes e religiosos são obrigados a viver
9. A colocação constante de crenças corretas acima de ações corretas
10. A paixão pelo segredo e a ocultação de falhas dentro da Igreja, especialmente no Vaticano
11. As situações nas quais a proteção da autoridade papal foi colocada acima da erradicação do abuso sexual
12. O fornecimento de mecanismos para tornar realidade o "sentido da fé" (sensus fidei) de todos os católicos
13. A necessidade de cada Conferência de Bispos ter autoridade para obrigar os bispos, individualmente, a acompanharem as decisões comuns sobre esse assunto

Sinceramente,
(Seu Nome)