Abaixo-assinado para realização do rodeio de Itatiba.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


Projeto de lei apresentado pelo vereador Eduardo Vaz Pedroso que dispões sobre a realização da festa do peão em Itatiba.

Os rodeios  trás empregos diretos e indiretos, além disso, movimenta a economia  fazendo os comércios da cidades aumentarem suas vendas, fora a renda para o municipios

Os rodeio foi considerado patrimônio cultural e imaterial, está assegurado por lei 13873/19 assinada pelo presidente Jair Bolsonaro 

A nova lei define as modalidades que passam a ser reconhecidas como esportivas, equestres e tradicionais. Na lista estão, entre outras, o adestramento, o concurso completo de equitação, o enduro, o hipismo rural, as provas de laço e velocidade, a cavalgada, a cavalhada, o concurso de marcha, a corrida, as provas de rodeio e o polo equestre.

A lei determina ainda que deverão ser aprovados regulamentos específicos para o rodeio, a vaquejada, o laço e as demais provas equestres, por suas respectivas associações, no Ministério da Agricultura.

Os regulamentos terão de contemplar regras que assegurem a proteção e o bem-estar dos animais, e prever punições para os casos de descumprimento.

Sem prejuízo de outras leis que tratem do bem-estar dos animais, deve-se, em relação à vaquejada, assegurar água e alimentação suficiente sempre à disposição, assim como um local apropriado para o descanso.

Também será necessário prevenir ferimentos e doenças por meio de instalações, ferramentas e utensílios adequados, além da prestação de assistência médico-veterinária.
 

Assine o Abaixo-assinado em defesa do rodeio na cidade de Itatiba.