Permanência das aulas no período matutino

Permanência das aulas no período matutino

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Gabriela Santana criou este abaixo-assinado para pressionar Ouvidoria (Universidade Paulista - Campus Tatuapé)

Prezados,

Os estudantes de nutrição do período matutino, solicitam a permanência das aulas no período matutino. Estamos cientes da clausula número 3.1.5.3, referente a redistribuição de turmas. Entretanto, atualmente temos 37 alunos regularmente matriculados na turma NT3A33 e queremos crer que este número é expressivo e tende a aumentar pois, ficamos sabendo que alguns colegas do período noturno, inclusive de outros campus estão interessados em transferir-se para a nossa turma matutina.

Por se tratar de um contrato de prestação de serviço, no qual as condições devem ser cumpridas por ambas as partes, uma universidade não pode alterar em decisão unilateral o horário de um curso. Nós fomos aprovados no referido curso no período matutino. Porém, fomos surpreendidos ao entrarmos em contato com a faculdade e descobrir que o curso matutino havia sido encerrado por determinação unilateral, tendo em vista que a turma possuí um número considerável de alunos, e que nos transferiram para o período noturno sem aviso prévio. Se de um lado tem o estudante o dever de observar de boa-fé as cláusulas contratuais às quais ele aderiu de livre vontade, na celebração do contrato e em sua execução, de outro tem a Universidade o mesmo dever.

Como estudantes, temos o direito de previsibilidade sobre a organização de nossa vida acadêmica e profissional, ao menos quanto ao período de curso, com base no qual estruturamos o planejamento de todas as obrigações do dia a dia.

Não menos importante, é o motivo que levou vários alunos a optar pelo horário matutino. Seguem abaixo alguns argumentos que nos levaram a escolher o horário da manhã:

“O principal motivo que me fez optar por cursar a faculdade no período matutino foi o fato de eu morar em um bairro com autos índices de criminalidade, dessa forma estaria zelando pela minha segurança.

Outro motivo seria o fato de que o horário da noite coincidirá com o horário do meu ofício, dessa forma eu estaria me sujeitando a perder uma parte da aula todos os dias, oque obviamente me trará prejuízos. Este problema se contorna com a opção de gravação de aulas, porém o esquema de ensino remoto pode ser revogado no semestre seguinte ou nos próximos, logo essa opção não existirá mais.

Por fim, me considero um indivíduo com capacidade de absorção e assimilação de conteúdo muito reduzida no período noturno e satisfatória no período matutino. Em outras palavras, todos os meus problemas acarretados pela aderência ao período noturno seriam facilmente solucionados se eu me mantivesse matriculado no período matutino.

Mudar de campus implicaria na necessidade de percorrer distâncias muito maiores, além de que corro o risco de enfrentar outro remanejamento de turma no campus novo, e mudar de universidade resultaria em prejuízos acadêmicos tendo em vista que as grades podem não coincidir e a qualidade de ensino pode divergir muito, porém, tendo em vista todas as dificuldades mencionadas acima, a opção pela minha transferência para outra universidade, a meu ver, se torna cogitável.“ – Felipe Duarte

“Fui aluna do período noturno durante 3 semestres, mas hoje para dar continuidade na faculdade preciso me transferir para o período da manhã, visto que diante da escaces de vagas no mercado de trabalho consegui uma oportunidade que irá me ajudar financeiramente, em meu desenvolvimento pessoal e profissional.” – Sabrina Diniz

“Escolhi o horário matutino para conciliar meus estudos com compromissos familiares. Isso me permitiu conseguir um emprego para custear meus estudos. A mudança de turno de forma unilateral por parte da UNIP resultará na minha perda de emprego e consequentemente a perda da minha renda para cumprir com os meus compromissos junto a faculdade, ou seja, no horário noturno ou eu paro de estudar ou paro de trabalhar (muito provavelmente os dois casos).” – Gabriela Santana

“Sou psicóloga formada pela Unip, campus Tatuapé. Atualmente moro em Atibaia e trabalho com transtornos alimentares, por isso a escolha do curso de nutrição, especificamente nesta instituição e campus. O período matutino foi uma escolha estratégica levando em consideração o fato de que meu marido trabalha em SP e também que, geralmente, meus pacientes só têm o período noturno para tratamento. Logo, a alteração do curso do período da manhã para noite, em termos de deslocamento e também enquanto função, perde seu objetivo.” – Stella Caldas

“O período noturno vai me prejudicar nos estudos e na minha rotina familiar, visto que, tenho dois filhos, um de 2 anos e outro de 6 anos, que demandam muita atenção, e por este motivo, estão frequentando a escola deles no período da manhã, para que eu possa me dedicar às aulas remotas e presenciais no mesmo horário. Meu marido por muitas vezes, necessita ficar no trabalho dele até às 19h, então não tenho muita confiança de que todos os dias ele estará disponível para suprir a minha ausência.” – Nathalie

“Mudar o horário do curso logo agora vai prejudicar muito meu desempenho acadêmico!” – Larissa Amaral

“Essa alteração de períodos de aula em meio a pandemia e sem aviso prévio irá mexer totalmente com o meu dia a dia, pois trabalho de tarde/noite e para fazer a troca de horário precisaria ter avisado um pouco antes e fui pega de surpresa, pois não recebemos nenhuma orientação que isso iria acontecer por agora. Espero que vocês analisem bem o ocorrido e pelo menos nesse semestre não façam o remanejamento da turma.” – Amanda Campos

"Gostaria de relatar meu interesse em me transferir do turno da noite, campus Vergueiro, para o campus Tatuapé manhã, porém fui informada que pretendem mudar a turma da manhã para a noite. Recebo essa informação com profunda insatisfação pois tenho necessidade de fazer essa transferência de turma e turno." - Marina Souza

Em virtude da pandemia, estando impossibilitados de coletar assinatura presencial nos servimos da prerrogativa de validar este abaixo-assinado com a descrição do nome completo e dos respectivos e-mails dos interessados e simpatizantes. 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!