QUEREMOS A IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DE JAIR M. BOLSONARO POR MENTIRAS E INCITAÇÃO AO ODIO

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


O vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, defendeu hoje (28) que o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), candidato à Presidência da República, se torne réu pelos crimes de racismo e manifestação discriminatória contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs, devido a discurso proferido por ele no ano passado no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro.

“Em sua fala estão presentes todos os elementos do discurso de ódio racial, sendo prática que exterioriza preconceito e induz a discriminação”,hthttp://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2018-08/pgr-diz-que-bolsonaro-incita-odio-defesa-evoca-liberdade-de-expressaotp://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2018-08/pgr-diz-que-bolsonaro-incita-odio-defesa-evoca-liberdade-de-expressao

De acordo com reportagem publicada hoje (18) pelo jornal Folha de S.Paulo, empresas que apoiam Jair Bolsonaro estariam pagando pelo serviço de disparo de mensagens pelo WhatsApp a fim de favorecer o candidato Jair Bolsonaro. Procurado para comentar a denúncia publicada pelo jornal, o vice-procurador eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros informou, por meio da assessoria do MPE, que não concederá entrevistas, pois o órgão não pode antecipar qualquer posicionamento sobre casos em análise. A atuação dos pedidos de investigação apresentados ao órgão será feita no âmbito das demais representações que forem encaminhadas ao TSE.

A reportagem diz ter apurado que alguns contratos podem chegar a R$ 12 milhões. A prática, conforme lembra o jornal, é ilegal, pois, se confirmada, trata-se de doação de campanha vedada por lei e, evidentemente, não declarada à Justiça Eleitoral.



Hoje: Dryka Adriana G está contando com você!

Dryka Adriana G da Silva precisa do seu apoio na petição «ONU: QUEREMOS A IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DE JAIR MESSIAS BOLSONARO POR INCITAÇÃO AO ODIO». Junte-se agora a Dryka Adriana G e mais 11 apoiadores.