O povo quer voto impresso! Transparência e legitimidade nas eleições.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Caro(a) eleitor(a),
Independente de sua posição político-partidária ou ideológica, ter a garantia de que o SEU VOTO realmente elegeu o SEU REPRESENTANTE é fundamental, sem isso, não se pode falar em democracia.
Muitas discussões, estudos e testes foram realizados para comprovar a segurança das urnas eletrônicas utilizadas no processo eleitoral brasileiro, no entanto, as conclusões são conflitantes e fica claro que não se pode garantir a segurança completa das urnas eletrônicas.
A maior fragilidade existente é a impossibilidade de auditoria da eleição. As urnas contabilizam os votos, mas não registram de forma física que permita ao eleitor confirmar o seu voto e posteriormente possibilitar a recontagem dos votos em uma auditoria. O sistema fica sujeito a ação de hackers que eventualmente possam ter acesso e interferir no processo eleitoral.
O TSE insiste de forma inexplicável na defesa para manter o voto eletrônico sem a impressão no papel, demonstrando não possuir interesse em garantir a segurança nas eleições. Não existe nenhuma razão que possa ser tão significativa e legítima quanto a importância de garantirmos a segurança e a transparência das eleições, como base fundamental para o processo democrático.
Não podemos aceitar que um regime democrático organize um processo eleitoral em que equipamentos eletrônicos recebam os votos, somem estes votos e informem o resultado final, sem permitir a conferência dos resultados. Desta forma, será impossível garantir a fidelidade do resultado sem o registro impresso do voto e a posterior recontagem física.
Muitos esforços foram feitos no sentido de exigir o voto impresso sendo que todos fracassaram até o momento. Curiosamente o TSE que deveria ter o maior interesse em garantir a lisura no processo eleitoral nega-se a implantá-lo pelos mais diversos motivos, inclusive desrespeitando as leis. O STF também compartilha com o posicionamento do TSE, entendendo que seria um retrocesso imprimir os votos e que a impressão poderia comprometer o sigilo do voto, negando-se a admitir o risco de fraude nas eleições.
Vivemos um momento ímpar no país, em que a sociedade está atenta aos acontecimentos e exigindo resposta das autoridades. Precisamos garantir a manutenção deste movimento pela moralidade e integridade das instituições.
Não podemos acreditar em nenhum argumento relacionado a segurança das eleições, por melhor fundamentado que seja, se este não defender o voto impresso, pois esta é a única forma de permitir uma auditoria e confirmar o resultado das urnas. Sem o voto impresso, estamos sujeitos a um estelionato eleitoral a qualquer tempo.
Temos agora uma oportunidade para garantir que o VOTO IMPRESSO seja garantido pela Constituição, através da aprovação da PEC 135/2019, que inclui na constituição a obrigatoriedade do registro físico do voto. Assim, aprovando a PEC DO VOTO IMPRESSO estaremos seguros com o processo eleitoral e com a garantia de que o nosso voto seja respeitado e que eleja o candidato em que realmente votamos.
Somente com o VOTO IMPRESSO todos os eleitores terão a garantia de que seus votos foram destinados a quem foram depositados.
A constituição federal em seu artigo 1° determina que “TODO O PODER EMANA DO POVO”, desta forma, no mais absoluto exercício de direito, nada mais justo do que o POVO EXIGIR O VOTO IMPRESSO.
Na qualidade de cidadãos brasileiros e outorgantes dos poderes dos políticos que elegemos, precisamos apoiar à PEC 135/2019 que propõe a inclusão na nossa constituição da OBRIGATORIEDADE DO VOTO IMPRESSO nos processos eleitorais.
Independente de quem você vota, independente de posição partidária ou ideologia política, exija o respeito ao seu voto. Exija o VOTO IMPRESSO.