Como ajudar a saúde mental e a auto-estima das pessoas por todo o mundo

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Prazer meu nome é Júlia Luiza Vieira de Barros, estou aqui para contar um pouco sobre minha história pessoal. Sou uma menina de apenas 13 anos de idade, estudo em uma boa escola. Muitos pensam que por eu ser uma menina com boa situação financeira e um ótimo estudo, eu não passo por momentos complicados na vida.

Hoje vou falar um pouco sobre esse tema no qual deve ser discutido por todos. Muitas pessoas passam por isso mas não tem com quem se abrirem, elas tem medo de se abrir e as pessoas falarem que tudo isso é drama ou algo do tipo. Muitas pessoas passam por coisas horríveis, e que às vezes o que essas pessoas mais precisam,  é alguém com quem ela possa contar tudo o que está passando e alguém que possa a ajudar independente dos seus defeitos, mostrar a eles que independente de qualquer coisa eles são capazes de tudo.

Espero que minhas poucas palavras, mais sinceras, tenham comovido vocês de alguma forma, e que isso tenha tocado o coração de vocês de uma forma especial, porque depressão, baixa auto-estima e ansiedade, eu acho que deveria ser um assunto no qual as pessoas discutissem maneiras para fazer pessoas que passam por isso, conseguirem ajuda, alguém com quem elas possam contar e que possam ajuda-las a sair dessa, porque só quem passa ou já passou por isso sabe como é acordar todos os dias e pensar que não tem ninguém com que possa contar, isso acaba com tudo que existe por dentro, desmotivando, muitas pessoas acabam se suicidando pelos simples motivo de pensar que não tem ninguém com quem possa contar. Tudo isso tem uma solução, quando você ver alguém passando por algum desses problemas, vá até lá converse com essa pessoa, faça com que ela se sinta especial de alguma forma, tente fazer com que ela se sinta bem, anime ela, mostre que ela é importante do jeito dela, faça com que ela pense que você sempre irá apoia-la, pode ter certeza que pequenas atitudes como essas, pode mudar vida de milhares de pessoas.

A maioria das pessoas que passam por esse tipo de problemas são os adolescentes, por isso pensei sobre usar a escola como ponto principal de ajuda, onde a maioria dos adolescentes passam a maior parte do seu tempo, com isso pensei que se cada escola montasse projetos para fazer com que o aluno se sinta especial, mostrando a ele que ele pode fazer a diferença, e que existem pessoas ao redor dele com quem ele possa contar. 

Espero que vocês tenham se sentidos tocados com isso e que vocês me ajudem a mudar a vida de milhares de pessoas que estão passando por momentos ruins, muito obrigado pela atenção e que vocês me ajudem a fazer esse projeto expandir.

Se você souber de alguém que esteja precisando de ajuda, ou se você mesmo estiver passando por algo e queira compartilhar comigo, farei o possível para ajudar, entre em contato comigo!