NÃO QUEREMOS COMER VENENO! Somos contra a aprovação das leis do "pacote veneno"!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 150.000!


VAMOS TOMAR VENENO?
Quando você se sentar à mesa para as refeições, lembre-se de que o presidente Michel Temer e a bancada ruralista estão em vias de aprovar no Congresso o “pacote veneno”.

Trata-se de um conjunto de 17 projetos de lei, todos apensados ao PL 6.299/2002, do senador e Ministro da Agricultura Blairo Maggi, que libera o uso de uma quantidade enorme de agrotóxicos para uso na agricultura, entre eles o glifosato. A liberação dos agrotóxicos pode ser uma forma de comprar os votos da bancada ruralista para a permanência de Temer no poder.

O ministro Blairo Maggi teria chamado o sindicato das indústrias de agroquímicos para auxiliar na elaboração de uma Medida Provisória que contemple todos os assuntos do “pacote veneno”, para liberação dos agrotóxicos.

O governo quer também mexer nos rótulos de embalagens para retirar a obrigatoriedade de publicar informações ao consumidor de certas substâncias nos alimentos. Quer substituir a palavra “agrotóxico” por “fitossanitários”, além de criar a Comissão Técnica Nacional de Fitossanitários (CTNFito), no âmbito do Ministério da Agricultura e excluir o IBAMA e a ANVISA do processo de aprovação de novos agroquímicos.

O Brasil, como um dos maiores produtores de alimentos do mundo, corre risco de tornar-se o maior destino de agrotóxicos banidos em países europeus como a França.

O glifosato, cujo uso na agricultura é motivo de conflito internacional entre organismos internacionais de proteção à saúde e produtores, é um agrotóxico que, segundo pesquisas acadêmicas recentes, pode provocar Parkinson, Alzheimer, anencefalia, câncer e doenças degenerativas do sistema nervoso.



Hoje: Alexandre está contando com você!

Alexandre Horn precisa do seu apoio na petição «NÃO QUEREMOS COMER VENENO! Somos contra a aprovação das leis do "pacote veneno"!». Junte-se agora a Alexandre e mais 77.026 apoiadores.