Reunião do Rage Agains The Machine no Brasil - pela liberdade de expressão!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


O presidente eleito Jair Bolsonaro, antes mesmo de assumir a presidência da República, já deixou alto e claro que irá restringir com violência qualquer oposição dirigida à ele e a seu futuro governo.

Isso inclui o patrulhamento "ideológico" em escolas e universidades.  Bolsonaro pediu publicamente que alunos filmem seus professores quando acharem que há discurso ideológico de "esquerda", o que já vem acontecendo.

Universidades foram invadidas pela polícia para reprimir atos de protesto que em nada violavam as leis brasileiras e não citavam nenhum candidato.

A suja campanha bancada por empresários que pagaram milhões para dispararem fake news no What´s App e no Facebook enganou a maioria do eleitorado pobre e sem acesso à informação, além de multiplicar o ódio de classe já existente no País.

Bolsonaro já deixou claro que irá criminalizar e classificar como terroristas movimentos sociais legítimos como o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto).  Ele pretende estender a lei antiterrorista para qualquer manifestação contrária a seu futuro governo, incluindo Sindicatos e outros movimentos, como os LGBTs.

Para lutar a favor da liberdade de expressão, resolvi criar este abaixo assinado e convidar a banda Rage Against The Machine para um show de reunião no Brasil.

O RATM é um grupo notável no que diz respeito ao seu ativismo e à sua sensibilidade pelas causas sociais.  Por isso, faço esse apelo a seus integrantes, em especial ao vocalista Zack de La Rocha e ao guitarrista Tom Morello, para que abracem essa causa, reúnam-se mais uma vez e façam um show gratuito no Brasil, aberto a todos aqueles que abraçam a causa democrática e da liberdade de expressão.

 

Segue o texto abaixo para lembrar que o Rage Against The Machine já abraçou causa semelhante.  A nossa, porém, é muito mais importante.  Conto com vocês!

Em 2009, um inglês chamado Jon Morter resolveu iniciar uma campanha no Facebook. Morter pediu aos internautas que fizessem de “Killing in the Name”, a explosiva faixa lançada em 1992 pelo grupo Rage Against the Machine, a música mais vendida no Natal de 2009 no Reino Unido.

A ideia era desafiar a dominância nas paradas britânicas do todo-poderoso Simon Cowell, criador e apresentador do reality show musical “The X-Factor”.

Em 20 de dezembro de 2009, quando saíram os resultados das paradas de Natal, veio a surpresa: “Killing in the Name” havia vendido 502 mil cópias em formato digital, 50 mil a mais que “The Climb”.

Para celebrar, o Rage Against the Machine fez um show gratuito para 40 mil pessoas no Finsbury Park, em Londres, e doou toda a grana arrecadada com a música – 162 mil libras (908 mil reais) – para uma instituição de caridade que cuida de sem-teto.

Fonte: http://entretenimento.r7.com/blogs/andre-barcinski/o-dia-em-que-o-rage-against-the-machine-derrotou-simon-cowell/2016/02/25/



Hoje: Mauricio está contando com você!

Mauricio Ferreira Santana precisa do seu apoio na petição «Mr. Tom Morello : Reunião do Rage Agains The Machine no Brasil - pela liberdade de expressão!». Junte-se agora a Mauricio e mais 17 apoiadores.