PASSAR O HOSPITAL FEDERAL DO ANDARAÍ À LIMPO!!!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


         Provas inquestiosnáveis das irregularidades administrativas do chefe imediato do serviço de hemoterapia do HFA e outros envolvidos:

https://www.dropbox.com/sh/56aho85nidhzwm4/AABxuiij20Zb5kZ9PCLlWN44a?dl=0

JUAREZ RANGEL GOMES, brasileiro, 61 anos, casado, 5 filhos,  servidor público há 43 anos, desses, trabalho no Hospital Federal do Andaraí há quase 30 anos e trabalhei mais de 25 anos somente no  Serviço de Hemoterapia do referido hospital.
 
          Por não participar e nem fazer parceria com a má gestão de  chefias imediatas, principalmente do atual chefe da Hemoterapia Sr. ADRIANO DIONÍSIO DE SOUZA, FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO, CRF-9124,  MATRÍCULA 1747915/MS e um grupo de servidores federais em um esquema de percepção irregular do Adicional Por Plantão Hospitalar (APH), que recebiam sem trabalhar, funcionários fantasmas, médicos pagando plantão para o AOSD - Auxiliar Operacional de Serviços Diversos, exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica e outras irregularidades administrativas graves.
 
          Desde que iniciei essas denúncias venho sofrendo perseguições e retaliações de todo tipo por parte da chefia imediata e alta gestão, como assédio moral (ah ele é maluco, grosso, mal educado....vou deixar ele continuar nos plantões de domingo, que já trabalhava a mais de 15 anos, prejudicando minha família, constrangimento moral, que culminou com a minha exclusão do Serviço de Hemoterapia em 12 de novembro de 2014, com a seguinte mensagem para meu celular do sr. Adriano Dionísio: "Por gentileja, comparecer ao DRH/HFA para fins de relocação em outro setor  por inadequação aos ordenamentos dessa chefia", violando o direito  do contraditório e ampla defesa, como determina a CF/1988  e o estatuto do servidor público - Lei 8.112 de 11 de Dezenbro de 1990.
 
          Que ratifico: Trabalhei quase a metade da minha vida (mais de 25 anos no mesmo setor de hemoterapia), realizando um trabalho brilhante, inclusive com vários curso de capacitação no HEMORIO e congresso de hemoterapia e hematologia em Florianópolis(SC). Nos plantões de domingo 24 horas - trabalhei mais de 15 anos e quase uma década trabalhei sozinho no setor e fazia o serviço que hoje 6 - 7 funcionários fazem. Levava alimentação de casa (almôço e janta) para não me ausentar do serviço. Quem perde é o paciente que deixou de ter um profissional zeloso, habilitado,competente e sobretudo honesto.
 
          Fui trabalhar no 12º andar, no setor "Central de Material e Esterilização", para dar conta de três autoclaves de grande porte e/ou da sala de distribuição de materiais, manipulando e pegando caixas cirúrgicas de 30 - 40 kilos, muitas vezes em condições desfavoráveis para um funconário com 61 anos de idade e diabético.
 
          O resultado dessa covardia, injustiça e abuso de poder foi o aparecimento de uma DISCOPATIA - HÉRNIA DE DISCO LOMBAR, que desde julho de 2016 estou  afastado para tratamento de saúde, fazendo uso contínuo de medicamentos à base de morfina para dores insuportáveis, que por várias vezes fui parar na emergência para tomar solução analgésica para me tirar do quadro agudo de dor. Estou realizando exames pré-operatórios para cirurgia de Artrodese Lombar em L5-S1. (Gastos com medicamentos e plano de saúde absurdos).
 
          Tenho  provas cristalinas contra os envolvidos  de MÁ GESTÃO. Desejo que as autoridades me ouçam porque estou com problemas de saúde e precisamos responsabilizar todos esses maus gestores, em prol do Hospital Federal do Andaraí e principalmente em benefício de milhares de pacientes que procuram aquela unidade dioturnamente e a encontra totalmente sucateada e outros milhares de pacientes (mais de 15 mil) em casa na fila de espera por cirurgias, dos quais mais de 80 já morreram e centenas podem morrer se nada for feito para moralizar aquela unidade hospitalar.
 
          Necessito de apoio da sociedade,dessas famíias que perderam seus entes queridos, de pacientes e familiares que aguardam em casa por cirurgias, e das autoridades competentes.
 
          Mais de 80% dos colegas da equipe assinaram declarações de apoio e idoneidade à minha pessoa e o profissional que o serviço e os pacientes perderam .
 
          Todos também têm conhecimento dessas irregularidades denunciadas, entretanto por motivo de ameaças do sr. Adriano Dionísio de Souza em demití-los, inclusive já demitiu três colegas e outros há fortes indícios de ter passado para o lado dele, mas repito: ESSES COLEGAS SÓ NÃO FALAM MAIS O QUE SABEM É PORQUÊ TÊM MEDO DE REPRESÁLIAS, PERSEGUIÇÕES E PERDA DO EMPREGO, ALGUNS DESSES COLEGAS QUE ASSINARAM AS DECLARAÇÕES JÁ ESTÃO APOIANDO ESSA MÁ GESTÃO. REPITO: " POR MEDO DE PERDER SEUS CONTRATOS DE TRABALHO TEMPORÁRIO COM  MINISTÉRIO DA SAÚDE."
 
          Diante dos fatos expostos, apesar de já ter denunciado todos,as autoridades e órgãos de controle externo, como: DPU, MPF,  DPF,  DIRETORES DA UNIDADE, CORREGEDORIA GERAL DO MS, COREN/RJ  E COFEN. Resolvir compartilhar com a sociedade por achar que é uma causa social e portanto para todos os cidadãos  brasileiro e aproveito o ensejo para mais uma vez pedir  apoio no sentido de se fazer justiça.
 
          Desejo retornar imediatamente para o meu setor de trabalho "SERVIÇO DE HEMOTERAPIA.

 

           E RESPONSABILIZAR EXEMPLARMENTE TODOS OS ENVOLVIDOS.   

 

Atenciosamente.

 

 

Rio de Janeiro, 04 de Janeiro de 2017.

 



Hoje: Juarez Rangel está contando com você!

Juarez Rangel Gomes precisa do seu apoio na petição «MPF: PASSAR O HOSPITAL FEDERAL DO ANDARAÍ À LIMPO!!!!». Junte-se agora a Juarez Rangel e mais 283 apoiadores.