Reforma no funcionalismo público

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Com toda essa história envolvida com a greve dos caminhoneiros e as perguntas constantes da sociedade sobre qual seria a área que sofreria dessa vez com o aumento de impostos para manter(ou pelo menos tentar manter) nosso gordo e ineficiente funcionalismo público, resolvi pesquisar um pouco sobre o assunto, e aí vai:

* Servidores públicos federais ganham 67% a mais do que um empregado no setor privado em função semelhante, com a mesma formação e experiência profissional (dado do Banco Mundial); Ah, e a média internacional é de 16%!

* Temos no país 39 ministérios, enquanto em países desenvolvidos o normal é de 15 a 20 ministérios!

* Cada deputado federal pode ter até 25 assessores parlamentares, enquanto na França são 8 e nos EUA são 18!

* Em contraste a tudo isso, temos déficit de professores! 1 em cada 4 é o número de professores temporários, enquanto o valor deveria ser de 1 em cada 10!

* Quase metade dos gastos com o funcionalismo público vem das aposentadorias, mas não há mobilizações para que haja reforma na previdência também nessa esfera.

   O Banco Mundial aconselha o congelamento dos salários. Segundo ele, o congelamento dos salários do funcionalismo público reduziria o prêmio salarial de 67% para 36% até 2021, e 16% até 2024.

   Além disso, nós necessitamos de uma reforma na previdência dos funcionários públicos.

   Nós, brasileiros de bem, trabalhadores, queremos respeito! Fazemos parte da SÉTIMA MAIOR ECONOMIA DO MUNDO, nós mantemos esse país em pé! E sabemos o potencial que temos!

  Nós não queremos mais impostos para cobrir os déficits nas contas públicas!

  1. Congelamento dos salários do funcionalismo público, até que seja alcançada a média dos outros países (16% a mais que um funcionário privado da mesma área)
  2. Fim de regalias como auxílio moradia
  3. Diminuição de cargos comissionados (por indicação) e aumento da meritocracia nos cargos públicos
  4. Diminuição do número de assessores parlamentares para uma quantia dentro da média internacional
  5. Diminuição do número de Ministérios para um número dentro da média internacional
  6. Reforma previdenciária que atinja o funcionalismo público

   Nós temos sofrido com os altos impostos, com uma saúde pública precária, com um sistema educacional falido, com o desrespeito aos professores. Somos um povo tão rico (em diversidade cultural, em fauna e flora, em matriz energética, em minerais metálicos) mas ao mesmo tempo tão pobre! 

  Queremos soluções, não queremos desculpas! Queremos ser levados a sério! Todas as classes, eu como estudante, o Seu José como caminhoneiro, a Dona Maria como professora, tantas diaristas, médicos(as), TODOS!

 Abaixo estão alguns sites de pesquisa que usei

https://www.opopular.com.br/editorias/economia/servidor-p%C3%BAblico-ganha-67-a-mais-que-o-privado-no-brasil-diz-banco-mundial-1.1399073

https://epoca.globo.com/ideias/noticia/2014/10/brasil-gasta-demais-com-bfuncionarios-publicosb.html

 



Hoje: Caroline está contando com você!

Caroline Azevedo precisa do seu apoio na petição «Ministro da Fazenda Eduardo Guardia : Reforma no funcionalismo público». Junte-se agora a Caroline e mais 6 apoiadores.