Justiça por Fernanda Rozária

Justiça por Fernanda Rozária

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!
Com 5.000 assinaturas, é mais provável que esta petição apareça na mídia!

Mariani De Souza criou este abaixo-assinado para pressionar Ministério público do espírito santo e

Fernanda Rozária é uma jovem de 23 anos que foi estuprada e teve sua virgindade e dignidade roubadas aos 21 anos. 
Fernanda, que é comprovadamente deficiente física, conta que estava em um show na cidade de Itapemirim – ES, e que na saída do show encontrou um rapaz, que ao conversar com ela ofereceu ajuda para que a mesma conseguisse arrumar emprego. Assim, Fernanda salvou seu número, mas logo em seguida o viu com outra mulher. No dia seguinte, com medo de ser xingada pela mulher, Fernanda mandou que ele apagasse seu número. 
Então, na conversa, ele alegou não ter compromisso, e Fernanda disse que estava indo embora (para Marataízes). O homem então lhe ofereceu carona, e ela aceitou, inocentemente. Após um tempo, ele sugeriu a ideia de os dois irem a um motel, mas Fernanda deixou bem claro que não queria nada além da carona. 
Foi aí, então, que ele a levou para o meio do mato, e brutalmente a estuprou, até deixá-la sangrando. Depois, ele a levou em casa. 
Fernanda foi à delegacia e fez todos os exames comprobatórios, e o delegado disse que era o necessário para prendê-lo. Já na outra semana, o mesmo delegado disse que Fernanda consentiu com tudo, usando palavras chulas e de baixo calão. 
Como vocês podem ajudar: 
1. Dando voz de fato ao caso para que não seja abafado. É assim que a comoção popular acontece e mostramos que não aceitamos nada menos que justiça na íntegra  
2. Cobrando órgãos competentes: Polícia Civil do Espírito Santo e Ministério Público do ES. 
Assine e compartilhe essa petição para ajudar o caso a ganhar mais visibilidade, que ele não seja esquecido e nem abafado. Só queremos JUSTIÇA por Fernanda Rozária! 
 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!
Com 5.000 assinaturas, é mais provável que esta petição apareça na mídia!