Reconhecimento das certificações de boas práticas e dos registros de produtos para Saúde

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Cada empresa que produz produtos de saúde em qualquer lugar do mundo è obrigado a certificar as boas práticas do processo de fabricação e registrar os produtos fabricados na agência regulador do ministério da saúde do país onde està localizada sua planta industrial.

o absurdo è que após anos e custos enormes para obter estas certificações industriais e os registros de produtos, eles são totalmente desconsiderados pela ANVISA.

Atualmente a ANVISA exige que o importador ou distribuidor brasileiro que quera importar e distribuir produtos para saúde procedente de outras nações , entre com pedido de inspeção da planta industrial assim como dos procedimentos de fabricacao, tornando inútil praticamente toda certificação a altíssimos custos naquela nação emitida por semelhante órgão certificador vinculado à agência de saúde do ministério da saúde daquela nação.

Para agravar ainda mais a situação, a ANVISA exige que o  importador ou distribuidor brasileiro pague um valor correspondente a 72.80,90. reais pelas despesas de uma inútil inspeção operada por técnicos do brasil, e a custos atualmente de aproximadamente 37 mil reais por cada produto a ser registrado na ANVISA.

produtos para saúde, estes, que já foram certificados por análoga agência no país de produção.

È hora que o Brasil olhe seriamente e globalmente para este problema, RECONHECENDO AS CERTIFICACOES EMITIDAS PELAS AGÊNCIAS REGULATÓRIAS DOS PAÍSES COM QUEM TEM RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS.

Desta forma os produtos podem realmente chegar ao cliente final brasileiro com custos aceitáveis. 



Hoje: Angelo está contando com você!

Angelo D'Isanto precisa do seu apoio na petição «Ministério da saúde: Reconhecimento das certificações de boas práticas e dos registros de produtos para Saúde». Junte-se agora a Angelo e mais 34 apoiadores.