O BRASIL PODE CONTAR COMIGO - ESTUDANTES DE MEDICINA NO EXTERIOR

O BRASIL PODE CONTAR COMIGO - ESTUDANTES DE MEDICINA NO EXTERIOR

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
NILTON GOMES VERAS NETO criou este abaixo-assinado para pressionar Ministério da Saúde e

Sou brasileiro, estudante de medicina em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), e com a suspensão das aulas em razão da pandemia do COVID19 retornei ao Brasil.

Com o fechamento generalizado de escolas, estudantes do mundo todo estão sem aulas por causa da pandemia de coronavírus.

O coronavirus já se espalhou por mais de 100 países desde janeiro, e diversos países estão fechando suas fronteiras .

Aproximadamente 65 mil estudantes cursam Medicina no exterior. O número equivale a mais de um terço do total de alunos de Medicina de todo o Brasil. (Fonte: https://www.estadao.com.br/infograficos/cidades,na-fronteira-pelo-diploma-medico,1028800; https://exame.abril.com.br/brasil/65-mil-brasileiros-se-aventuram-para-cursar-medicina-em-paises-vizinhos/

Com o anúncio do fechamento das fronteiras, os estudantes estão retornando para casa até que a situação se normalize.

Em 27 de março de 2020, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, dispôs Portaria n.º 580, na qual considera a declaração de Emergência em Saúde Pública, a portaria dispõe a necessidade de mobilização dos profissionais de saúde residentes para o enfrentamento à pandemia do COVID19.

Ocorre que devido a suspensão das aulas e a repatriação dos estudantes brasileiros em razão da pandemia do COVID19, muitos dos alunos do curso de medicina que já se encontram na fase final do curso, qual seja, o internato, onde o estudante passa boa parte do seu tempo em hospitais e ambulatórios sob a supervisão e orientação de profissionais formados, estão impedidos de ter o aprendizado prático que ocorre nessa etapa.

Assim, objetiva-se que a portaria PORTARIA Nº 580, DE 27 DE MARÇO DE 2020 seja estendidos aos alunos brasileiros estudantes no exterior que se encontram na fase final do curso, qual seja, o INTERNATO, requerendo desde já a expedição de nova portaria, dessa vez em conjunto com o Ministério da Educação, por se tratar de estudantes e não profissionais.

E, a título de bonificação, sugere-se que aos estudantes que aderirem ao programa estarão isentos da realização da primeira fase do exame de Revalidação de Diplomas Médicos (REVALIDA) do Ministério da Educação, estando aptos, com a participação ao programa, a fazer o exame de habilidades clínicas.

Vamos juntos, nessa empreitada? O Brasil pode contar comigo na luta ao COVID19! E você?

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!