Planejar um novo Sistema de Educação Nacional

Planejar um novo Sistema de Educação Nacional

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Al Deneb criou este abaixo-assinado para pressionar Ministério da educação e

As pessoas em geral, especialmente no Brasil, têm a tendência de se acomodarem quando lhes são impostas situações de agressão da liberdade e do próprio respeito. Há quem diga que somos uma "pátria cagada", não tivemos uma real guerra de libertação, e isso, este espírito ocioso, acompanha grande parte dos brasileiros e brasileiras por aí e também é o que nos difere dos norte-americanos, tão orgulhosos e patriotas. Nos dão qualquer coisa e aceitamos de mão beijada: tiramos nosso petróleo suado do pré-sal... ou melhor, salgado - tão salgado que não temos uma tecnologia eficiente na filtragem. O que fazemos? Vendemos barato e compramos caro. É o ciclo. É o complexo de vira-lata.

E agora? Nos confinam quase uma vida numa instituição de "ensino" achando que é o melhor pra gente, e nós? Aceitamos, e aplaudimos. Eu acredito que sinceramente, a maioria dos estudantes não gostam de estar em um ambiente em que suas liberdades estão limitadas à uma Base Comum Curricular. Muitos deles têm um plano de futuro e de carreira, mas são obrigados a estudar coisas que NÃO, eu repito, NÃO SERÃO UTEIS! 

Sim! Se tu farás História em uma universidade, NÃO SERÁ ÚTIL MATEMÁTICA, não adianta querer dizer que é importante pra formar um cidadão melhor, que isso? Übermensch? Todo mundo tem que ser polímata agora?

E isso vale pra toda a disciplina. Não é um ódio exclusivo que tenho com as disciplinas de exatas. É até mesmo mais fácil dizer que forçar alguém que fará Engenharia a aprender História é pura PERDA DE TEMPO. E é sim! Pergunte a um professor teu de Física se em algum momento na preparação didática dele ele teve que se deparar com a Guerra da Argélida, ou a dos Seis Dias, ou a origem fenotípica dos euro-asiáticos... vai lá, pergunta.

Tenho quase a garantia que se eu ir em um professor de História e dar uma questão de Química/Matemática MUITO provavelmente ele não saberá fazer! E isso é o certo! Por que perder o meu, o teu, o nosso tempo sendo forçado a fingir que aprendeu algo apenas porque devemos passar em uma prova?

Já discuti isso com um pessoal antes e tem gente que defende essa agressão, que aplaude português quando lhes dão espelho em troca do nosso maior ouronosso tempo.

Eu proponho um novo sistema. Algo condizente com o século XXI. TALVEZ o Ensino Fundamental possa continuar sendo como tal, de preferência, melhor como está. Porém, ao entrar no Ensino Médio, seria melhor se o estudante traçasse uma rota já direcionada para o que irá fazer de faculdade. Antes que pensem: "ah, mas o adolescente não teria a maturidade pra decidir o que fará no futuro" - lhe pergunto - quem disse que o "jovem/adulto" tem? Nunca vistes pessoas desistindo de suas faculdades e fazendo outras? Vale muito mais a pena eu me decepcionar tentando fazer algo que me interessa do que me decepcionar fracassando miseravelmente em um coisa que NUNCA FARIA.

Bom, tendo traçado sua rota direcionada - e com isso eu estou querendo dizer fazer apenas disciplinas uteis pra determinada faculdade - o jovem, tendo terminado esse Ensino Médio, faria um vestibular apenas contendo aquelas disciplinas.

Ou até mesmo pode ser assim: existe a faculdade e nela tem requisitos de disciplinas do médio, o jovem que se interessar fará - caso mude de ideia, cancela a vaga/inscrição/número de matrícula/etc e parte pra outra. Viu? Simples e sem stress.

Outra poderia ser apresentar tudo mesmo, porém não se aprofundar, só dar um período de testes pra ver se o aluno se interessa ou não, se sim, aprofundaria-se na faculdade, caso contrário, não será necessário continuar com a disciplina.

Bom, eu não sou nenhum estudioso da edução, também acho que não cabe a mim planejar isso, eu apenas me preocupo com a minha saúde mental e de milhares de brasileiros que vêm a serem torturados pelos instrumentos de poder. Apenas não me esnobe, eu peço, me leve a sério.

Muito obrigado, Deneb.

Vega, ego vide lux veri.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!