Abaixo-assinado encerrado

Acabar com abuso do ECAD

Este abaixo-assinado conseguiu 33 apoiadores!


Os músicos, artistas,etc... perdem trabalho devido a taxa abusiva que o ECAD cobra para os estabelecimentos realizar eventos.

Teria que ter uma forma de cobrança sem proibir o espetáculo e a realização do evento. Apenas poderiam cobrar por execução gravadas por um fiscal, durante a

 

apresentação dos artistas, bandas, etc..

Atualmente são cobrados por tamanho do espaço ou número de pessoas no local. O compositor que é o dono dá obra não precisa nada  disso para receber o que é seu de direito. 

Essa forma tem que acabar, pois está inviabilizando realizações de vários eventos e desempregando músicos,artistas e compositores,  devido as altas taxas cobradas pelo ECAD e com total arbitrariedade.

A maioria dos estabelecimentos pagam um valor mensal para o ECAD e a forma que fazem, não tem como provar quais as músicas foram executadas nos recintos durante o mês, se não houve fiscalização.

Pra onde vai esse dinheiro? Precisamos de uma auditoria urgente e acabar com essa forma de cobrança.

Tenho certeza que muitos compositores não recebem seus direitos, até mesmo porque não existem equipamentos e nem fiscais diários gravando  nos recintos para provar que tal obra foi executada no tal período que o ECAD cobrou a mensalidade.

Para a instituição o importante é o contribuinte pagar a mensalidade  independente de qual música foi tocada naquele mês.

 

 

 

 

 

 

 



Hoje: Eristom está contando com você!

Eristom Gonçalves precisa do seu apoio na petição «Ministério dá cultura, governo federal, sindicato dos músicos, sindicato dos artistas, O: Acabar com ECAD». Junte-se agora a Eristom e mais 32 apoiadores.