Referendo Popular para decidir sobre perdas de direitos trabalhistas e previdenciários.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


As reformas na constituição e nas legislações trabalhista e previdenciária que vem sendo discutidas, votadas e implementadas deixam claro que os representantes do povo e dos estados no Congresso Nacional – deputados e senadores – estão submetendo os brasileiros, que dependem de seus salários e aposentadorias para sobreviver, a relevantes perdas de direitos históricos.  Essas reformas são apresentadas à população como decisões TÉCNICAS necessárias para que sejam viáveis financeiramente no futuro; mas na realidade representam decisões POLÍTICAS que beneficiam poucos brasileiros com perdas relevantes para a maioria do povo brasileiro.  Ora, se o artigo primeiro de nossa carta magna determina que "todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição", manda a boa prática democrática que a vontade da maioria do povo seja respeitada em decisões de natureza política pelos representantes eleitos – o que, claramente, não está acontecendo.  Nesse caso, só resta permitir que o povo brasileiro manifeste sua concordância com alterações substanciais na constituição através do voto em REFERENDO POPULAR, conforme previsto no Artigo 14-II da Constituição.  Nesse sentido, os cidadãos brasileiros abaixo-assinados exigem que seja realizado um REFERENDO POPULAR, em conjunto com as eleições municipais a serem realizadas em outubro de 2020, para confirmar ou revogar: 1. Alterações na constituição envolvendo direitos trabalhistas aprovadas, ou que vierem a ser aprovadas, entre junho de 2016 até a realização do referendo popular; 2. Alterações na constituição envolvendo os direitos à previdência social que vierem a ser aprovadas até a realização do referendo popular.