MANIFESTO EM DEFESA DO PONTO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, COMÉRCIO JUSTO, COOPERATIVISMO SOCIAL

MANIFESTO EM DEFESA DO PONTO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, COMÉRCIO JUSTO, COOPERATIVISMO SOCIAL

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!
Com 7.500 assinaturas, é mais provável que esta petição chame a atenção das(os) tomadoras(es) de decisão!
Rede Butantã Rede Butantã fez este abaixo-assinado

                                                                       07 de maio de 2022

O Ponto de Economia Solidária e Cultura do Butantã está em risco, o imóvel onde funciona, localizado na Avenida Corifeu de Azevedo Marques 250, Vila Pirajussara Butantã, foi solicitado pelo Instituto Butantan para fazer um novo portão de entrada como parte das suas obras de expansão em andamento.


São 30 anos de luta pela reforma psiquiátrica antimanicomial no Brasil, na perspectiva da desinstitucionalização, onde a liberdade é terapêutica. Com a proposta de ser um equipamento público inovador para avançarmos no cuidado em liberdade, comunitário e territorial no SUS, o Ponto de Economia Solidária e Cultura do Butantã foi implantado em março de 2016. Como estratégia de reabilitação psicossocial da Rede de Atenção Psicossocial Oeste da cidade de São Paulo tem a finalidade de promover inclusão social pelo trabalho solidário e promover o resgate e estímulo à criação de territórios culturais. Tem reconhecida capacidade de interferir nas dinâmicas urbanas e na garantia de direitos às pessoas em situação de vulnerabilidade ou com problemas de saúde mental e necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas.


O processo de tomada de decisões é coletivo, em espaços de gestão compartilhada entre os trabalhadores dos cinco empreendimentos em atividade no Ponto (Comedoria Quiririm, Orgânicos no Ponto, Livraria Louca Sabedoria, Loja Pé a Biru e horta Quintal do Teiú). 


Nesses 6 anos de funcionamento, o Ponto de Economia Solidária, em parceria com diversas instituições de ensino, se consolidou como campo de formação de profissionais e produção de pesquisas implicadas com o avanço das práticas e políticas públicas de saúde mental, previdência social, economia solidária e cooperativismo social. Tornou-se referência na comunidade fomentando o acesso à cultura, a relações solidárias, a alimentação saudável, e como espaço de acolhimento e trocas sociais, sempre em parceria com coletivos, movimentos sociais e universidades.


Compreendemos a necessidade de investimento na área de trabalho do Instituto, mas manifestamos a importância dos serviços públicos que existem no seu entorno. Acreditamos que o Ponto e o Instituto Butantan podem ser parceiros e conviver em colaboração como vizinhos e promotores de saúde. 


O Ponto Butantã é vacina contra a exclusão social e contra o preconceito. Apoie essa causa!

 

Conselho Gestor do Ponto de Economia Solidária do Butantã

Assembleia do Ponto de Economia Solidária do Butantã

Associação Vida em Ação

Rede Butantã

FEASP Frente Estadual Antimanicomial

MONULA Movimento Nacional Unificado da Luta Antimanicomial

Comitê de Defesa do CSEB

Associação Civil Sociedade Alternativa

Associação Espaço Cultural Cachoeiras

Associação Cultural da Comunidade do Morro do Querosene

Coletivo Paulo Freire - Regional Oeste

Fórum da Criança e do Adolescente Butantã

Coletivo Butantã na Luta

Fórum de Mulheres da Zona Oeste

Mandato Alexandre Padilha

Mandato Samia Bonfim

Mandato Juliana Cardoso

Mandato Luana Alves

Diretório Municipal do PSOL de São Paulo

Observatório da Mulher

Movimento Chácara do Jóquei

Movimento Revolução Solidária Zona Oeste

USP - Instituto de Psicologia

Laboratório Simone Weil de Memória e História Oral - IP/USP

Universidade Aberta à Economia Solidária - Universidade Federal de São Paulo

Laboratorio de Estudos e pesquisas em Psicanalise e Psicologia Social - IP/USP

ABRAPSO - Associação Brasileira de Psicologia Social

PUC-SP - Departamento de Psicologia Social 

Centro Interdisciplinar de Estudos e Defesa da Infância - CEDIn/USP

Sintusp

Nucleo Acesso do Instituto Sedes Sapientiae

Movimento Urbano de Agroecologia MUDA

Núcleo de Apoio à Pesquisa: Produção e Linguagem do Ambiente Construído - FAU/USP

Panc no gueto

CADES Butantã - Conselho do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e Cultura pela Paz do Butantã

AMESOL - Associação de Mulheres da Economia Solidária e Feminista

Sintpq - Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia

Prodhe/Cepeusp 

Movimento Nação Vegana Brasil

Pastoral Fé e Política

TraMPoS - Laboratório de Pesquisa sobre Trabalho, Movimentos Sociais e Políticas Sociais – IP/USP

UNAS Heliopólis

Coletivo Flores pela Democracia

Mal-Amadas Poética do Desmonte grupo de teatro Feminista

Integração Parcerias

Instituto Pipa a voar 

Livres Coop

Comitê de Defesa do Hospital Sorocabana 

Rede Brasileira de Gestores de Economia Solidária 

Rede de Economia Solidária do ABC/SP

Movimento Mulheres da Periferia de Cotia 

METUIA - Terapia Ocupacional Social - Núcleo USP/SP

Intersindical 

Fórum de Economia Solidária da Baixada Santista 

PSOL GUARUJÁ SP

LabCidade – FAUUSP

Associação Via Cultural e Viatv

Brigada Pela Vida de São Paulo

CIM - Centro Informação Mulher

FMES Fórum Municipal de Economia Solidária SP

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 7.500!
Com 7.500 assinaturas, é mais provável que esta petição chame a atenção das(os) tomadoras(es) de decisão!