MANIFESTO CONTRA A TERCEIRIZAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM OS PARTICIPANTES DA FUNCEF

MANIFESTO CONTRA A TERCEIRIZAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM OS PARTICIPANTES DA FUNCEF

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Jose Silva criou este abaixo-assinado para pressionar CONSELHO DELIBERATIVO DA FUNCEF (FUNCEF)

Aos Digníssimos Senhores (as) do Conselho Deliberativo da FUNCEF

Há alguns anos a Coordenação de Relacionamento e Atendimento aos Participantes – CORAP vivencia os tempestuosos desafios que a Fundação vem enfrentando; são tempos difíceis, é inegável. Acompanhamos de perto todo trabalho desenvolvido em prol da reestruturação na tentativa de reverter à situação econômico-financeira da FUNCEF, e em todos os momentos tivemos participação; embora ali, agindo em meio aos “bastidores”. 

Ante todas as investidas e reviravoltas, é sabido que há uma Consultoria que, ainda hoje, atua com propósito de reduzir os gastos, vislumbrando o reequilíbrio dos planos, para demonstrar resultados positivos aos associados, nossos maiores interessados.

É sabido, ainda, que as discussões acerca da terceirização passaram pela instância da Diretoria Executiva e agora pairam nas pautas de reunião do Conselho Deliberativo. 

Diante desse cenário, é inconcusso que os estudos apontem uma terceirização como perspectiva, tendo como possível foco a nossa Coordenação.

Mediante pronunciamentos e manifestações dos colegas que compõem o CD, é perceptível que a maioria desses componentes é favorável à terceirização. Temendo por uma decisão prematura, pautada, principalmente, na contenção de gastos, clamamos que não nos percebam apenas como um corte de gasto em curto prazo, pois é irrefutável que o trabalho desempenhado por nós difere-se de uma Central de Atendimento padrão, seja pela especificidade e pluralidade dos produtos, bem como pelo público em si. 

A terceirização do atendimento foi uma experiência sem sucesso já vivida pela Fundação. Além de os resultados materiais não se mostrarem satisfatórios, a força de trabalho era tratada de maneira indigna e desrespeitosa, o que resultou, na maioria dos casos, em processos judiciais, conforme depoimento de colaboradores, os quais ainda compõem o quadro funcional.

Muito se prega que a terceirização do atendimento é “a alternativa” para redução de custo, corte de gastos, como sendo um fator determinante para os bons resultados financeiros da Fundação. Pode até ser que, em primeira análise, exista diferença entre a folha de pagamento de uma central terceirizada e a de uma central internalizada, contudo, é de conhecimento público que o valor “economizado” nos salários de atendentes de uma terceirizada é distribuído entre a empresa contratada, multas e acionamentos aos órgãos fiscalizadores e processos judiciais, na maioria das vezes, trabalhistas e de assédio moral e intelectual.

Logo, conhecida e comprovadamente, essa alternativa não representa um ganho em nenhuma esfera, mas sim perda: da qualidade e confiabilidade do atendimento; em número de participantes, vez que ao perdermos nossos empregos não teremos, sequer, condições de garantir o sustento mínimo de nossas famílias, quiçá permanecer contribuindo para a previdência; os participantes perderão a personalização, empatia e humanidade em seus atendimentos; além do que, a FUNCEF sofrerá sérios danos de imagem.

 Considerar a terceirização é, no mínimo, movimentar-se na direção contrária ao sucesso e ao crescimento da FUNCEF. Prova disso, são todos os demais fundos de pensão do Brasil, que internalizaram suas Centrais de Atendimento por entenderem a real importância do relacionamento e a real responsabilidade que a área possui em transmitir informações que causam enorme impacto nas decisões, assim como na vida de seus participantes.

Somos detentores do conhecimento que permeia as necessidades da Fundação, somos porta-vozes, intermédio entre os participantes e FUNCEF; não fazemos apenas atendimentos, nós nos relacionamos. Pautados pela missão, visão e, sobretudo, pelos valores, carregamos conosco, para além da bagagem do conhecimento, a humanidade. 

Somos a voz e os ouvidos da FUNCEF, somos o termômetro e conhecemos nossos participantes como nenhuma outra área da Fundação, pois vemos mais que números, nos relacionamos, acolhemos, acalmamos, auxiliamos e orientamos com empatia. Tal relacionamento só é possível porque sentimos suas dores e anseios, participamos da preocupação, porque, também somos participantes.

Nosso capricho baseia-se na crença de que podemos direcionar a construção de um futuro melhor para os nossos participantes, podemos ser seguridade para os assistidos, e tudo isso foi construído sob os pilares da ética, do profissionalismo, do comprometimento e, acima de tudo, com muito respeito. E como participantes que somos, também, aprendemos a planejar a construção de um futuro que nos traga melhor qualidade de vida, e tudo isso é viabilizado porque na CORAP somos instruídos a fazer a diferença, não apenas como parte do quadro de funcionários da Fundação, mas como participantes.

 No último ano, apesar de todas as adversidades, em momento algum deixamos de atender aos nossos participantes, nos desdobramos, nos reinventamos e nos comprometemos a continuar realizando atendimentos de excelência. Nos momentos mais difíceis, quando a FUNCEF precisa de nós, estamos sempre dispostos e oferecendo o nosso melhor de maneira exímia.

Por tudo isso, nosso pedido, neste momento, é para que os senhores ofereçam o devido crédito ao trabalho desenvolvido por nós, Equipe CORAP, ao longo de todos esses anos, desde a internalização da área de Relacionamento da nossa Fundação. Estamos certos de que, caso se permitam nos conhecer verdadeiramente, concluirão que o trabalho executado por nós, não poderá ser realizado por uma empresa que conhece a FUNCEF de longe, na letra fria dos regulamentos, e não compartilha da mesma missão e valores.

É incontestável que os resultados apresentados pela Fundação ao longo dos anos, em matéria de captação e permanência nos Planos, da elevação de sua imagem diante de tantos percalços econômico-financeiros e desgastes políticos atribuem-se, também, à atuação da CORAP na construção e fortalecimento do relacionamento entre a FUNCEF e seus associados.Podemos passar por esse momento juntos, buscando outras estratégias para atingirmos os resultados ansiados por TODOS NÓS.

Respeitosamente,

Empregados da Coordenação de Relacionamento e Atendimento aos Participantes

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!