Em defesa das universidades públicas de Goiás

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


O Deputado Antônio Gomide liderou a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas na Assembleia Legislativa, composta por 10 deputados de 8 partidos diferentes, e que convida você a se juntar a esta luta na defesa da educação pública em Goiás.

Fazem parte da Frente Parlamentar: Antônio Gomide (PT), Lucas Calil (PSD), Helio de Sousa (PSDB), Adriana Accorsi (PT), Diego Sorgatto (PSDB), Coronel Adailton (PP), Virmondes Cruvinel (Cidadania), Rafael Gouveia (DC), Major Araújo (PRP), Humberto Aidar (MDB)

As Educação pública no Brasil está sob forte ataque do governo. Elas são responsáveis por mais de 90% de toda a pesquisa científica que se faz no país em todas as áreas: da filosofia à medicina, das artes às engenharias. Não há instituição que tenha contribuído de modo equivalente para o progresso do país. As Universidades são os grandes produtores de conhecimento e, portanto, responsáveis por grande parte de nosso crescimento econômico ao longo de nossa história.

O Ministério da Educação (MEC), bloqueou 30% da verba de funcionamento da Universidade Federal de Goiás (UFG), e cerca de 32 milhões de reais foram travados, o que torna a administração da instituição impraticável. A comunidade acadêmica também tem sofrido com os cortes e fechamentos de cursos e unidades na Universidade Estadual de Goiás (UEG).

No IFG o corte no orçamento chega a 36%, e cerca de 15 campi da UEG podem ser fechados.

Lutar pela educação pública de Goiás, pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Estadual de Goiás (UEG) e Institutos Federais, é lutar pela Educação, pela igualdade de oportunidades, pelo ensino público, gratuito e de qualidade.

Ajude, participe. Entre nesta luta!