Luciano Hang, crie um concurso de ideias de presídio lucrativo q use ZERO dinheiro público

Luciano Hang, crie um concurso de ideias de presídio lucrativo q use ZERO dinheiro público

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Helber de Carvalho Ramos criou este abaixo-assinado para pressionar luciano hang

Um dos maiores problemas do Brasil é a superlotação dos presídios. O governo diz não ter dinheiro para construir novos presídios, mas a verdade é que nenhum governo fará ações mais eficientes que a iniciativa privada.

Essa superlotação de presídios é a maior desculpa daqueles que protegem bandidos e tentam impedir o fim das saidinhas, da redução de pena, etc... O código penal tem que ser muito mais severo do que é hoje, sem história de cumprir 1/6, vai pro semi-aberto. Se foi condenado a 10 anos, fica fechado 10 anos. Se cometer outro crime após solto, a pena tem que ser multiplicada por 2. Cometeu a 3ª vez, multiplicada por 3, etc...

Até já existem presídios chamados de "privados" hoje em dia, mas estes não são verdadeiramente privados. A administração é privada, mas o sustento, o dinheiro, vem dos pagadores de impostos.

É necessário o desenvolvimento de um Presídio Privado que não use nem 1 centavo de dinheiro público, todo o lucro venha dos próprios presos. A única relação que esse Presídio teria com o Estado é ter a permissão para receber os presos desde que garanta que eles realmente ficarão isolados da sociedade por todo o período da pena.

O Luciano Hang precisa se juntar a outros empresários, como o Flavio Rocha (dono da Riachuelo) e outros empresários do Instituto Brasil 200 para realizar um concurso de projetos (ideias) para o desenvolvimento desse Sistema de encarceramento privado no qual os presos se sustentem e ainda gerem lucro para o dono do presídio.

O vencedor do concurso ganharia uns 5 milhões de reais. A ideia vencedora seria subsidiada pelo mesmo grupo para ser colocada em prática.

É extremamente necessário que, entre os jurados do concurso a maioria seja os maiores representantes dos Direitos Humanos, a fim de garantir que não haja nada que fira a dignidade humana.


Uma ideia que poderia participar do concurso é a seguinte:

Um Presídio no qual o trabalho dos presos seria, sem meias palavras, uma espécie de trabalho escravo. O dono do presídio seria responsável por firmar parcerias com outras empresas privadas para que os presos produzissem para estas empresas parceiras a um custo baixíssimo. Presos que tiverem bastante dinheiro, como o Luiz Estevão, podem simplesmente já pagar diretamente pelos créditos sem ter que trabalhar, como nesta prisão (nrº 16) em Los Angeles.

Esse presídio seria um verdadeiro Resort. Teria academia boa, piscina, salão de jogos, internet (limitada e monitorada), sala de cinema, televisões privativas, comida gostosa, etc... Se buscar em inglês no google, já há vários presídios assim no mundo.

Porém o acesso a esse lazer custaria créditos. Exemplo: o acesso a 1h de piscina custaria 100 créditos. 100g de picanha custaria 40 créditos.

Os presos teriam que trabalhar todos os dias. A produção deles os daria créditos. A diária de custo do preso, que englobaria também o lucro do dono do presídio seria descontada todo dia. Os créditos ganhos com o trabalho seriam sempre primeiro para pagar a diária. Os excedentes seriam para ele gastar no Resort.

As celas dos presos seriam confortáveis, limpas (alguns presos ganhariam os créditos trabalhando na limpeza) e bem ventiladas. Porém, se desse 21h e algum preso estivesse devendo diária, este dormiria em uma cela solitária, sem luz, sem cama, com bastante fedor e sujeira, assim como vários presos já dormem hoje em dia.

No fim do período da pena o preso só poderá sair da cadeia se estiver com todas as diárias quitadas.

Alguns poderiam até dizer que pessoas aqui fora iriam querer praticar crimes para ir para esses presídios. Pois bem, não precisaria praticar crime, seria só chegar lá e pedir pra ficar preso, mas teria que se adequar às mesmas regras.

É muito mais justo esse tipo de trabalho escravo do que o cidadão honesto ralar feito um condenado para ter que sustentar criminoso que destruiu completamente outras vidas e que passa o dia todo de barriga pra cima.


Já há presídios bem próximos a isso em Santa Catarina, mas que ainda não são 100% autossustentáveis (usam algum dinheiro público):

https://clmais.com.br/departamento-penitenciario-nacional-recomenda-modelo-de-sc-nas-prisoes

http://www.diariodoiguacu.com.br/noticias/detalhes/trabalho-d-oportunidade-para-presos-em-chapec-34677

Outro exemplo são as APACs, que já funcionam parecido mas também não são 100% autossustentáveis:

http://www.fbac.org.br/index.php/pt/como-fazer/apac-o-que-e

https://www.facebook.com/helber.c.ramos/posts/10212433416865464

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!