Libertem baleias orcas e belugas da “prisão das baleias” em Srednyaya Bay

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500.000!


Situação

Mais de 100 baleias - orcas e belugas - estão sendo mantidas em minúsculos cercados na costa do Pacífico da Rússia, na cidade de Nakhodka.

Este é o maior número de animais marinhos deixados em pequenos recintos temporários. Alguns deles estão lá desde julho.

Especialistas em mamíferos marinhos afirmam que esses animais estavam sendo vendidos para aquários chineses, apesar do fato de que legalmente eles só deveriam ser usados ​​para trabalhos científicos e educacionais. Na China, a exploração dessas baleias gera milhões de dólares de lucro.

Existem atualmente 11 orcas, 5 filhotes de morsas e 90 filhotes de belugas mantidos nesses recintos. 15 dos filhotes de belugas são animais completamente dependentes das mães para sobreviver. Eles precisam estar em contato constante com os pais - em caso de perigo, a mãe deles lutará até a morte para mantê-los vivos. Capturar baleias tão jovens é proibido na Rússia!

A exportação desses mamíferos marinhos foi finalmente interrompida, mas o problema agora é que esses animais estão presos na "prisão das baleias", enquanto as autoridades tentam encontrar os criminosos e tomar a decisão processual correta. Especialistas estão seriamente preocupados que os animais morrerão se forem mantidos nessas condições por muito mais tempo. Bebês baleias que não receberam leite materno suficiente não sobreviverão ao inverno.

 Solução

 Essas orcas precisam ser liberadas em seu habitat natural. As belugas precisam ser transferidas para pessoas responsáveis ​​que irão alimentá-las, reabilitá-las e liberá-las em seu habitat natural quando estiverem prontas.