Vitória confirmada

LIBERTEM O ROMULO - UM INOCENTE NA CADEIA

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 414 apoiadores!


Não é de hoje que inocentes vêm pagando por crimes e tendo suas vidas jogadas fora. É de conhecimento de todos que a justiça brasileira é extremamente falha. Este é mais um caso, mas não apenas mais um. É um caso de um jovem músico e poeta talentoso, espirituoso, com muitos amigos e uma família muito unida.

 
Rômulo José dos Santos Bruno, Marceneiro e Músico, 23 anos, sem antecedentes criminais, nem passagens pela polícia, foi envolvido erroneamente num crime por ele não cometido, qual seja, roubo a uma loja próxima de sua residência.


Precisamos conseguir o máximo de assinaturas possível para pressionar a justiça e fazer com que este caso seja resolvido o mais brevemente possível. Amigos e familiares estão desesperados!

 
O caso:

 
Rômulo, residente de um conjunto habitacional no bairro Santa Cruz, voltou do trabalho no final da tarde, chegando em casa às 17:44. Entrou em seu apartamento e começou a preparar algo para comer. A porta de seu apartamento estava destrancada, como sempre deixara.

 
As 18:00 horas, um roubo a mão armada estava sendo cometido por três meliantes numa loja de roupas próxima da casa de Rômulo, enquanto ele estava em casa.

 
VALE RESSALTAR QUE A CHEGADA DE RÔMULO AO CONJUNTO HABITACIONAL, BEM COMO A DOS MELIANTES E DA POLÍCIA FORAM RETRATADAS PELA CÂMERA DE SEGURANÇA DO CONJUNTO.

NA HORA DO CRIME, RÔMULO ESTAVA EM CASA!

 
Às 18:10 entrou um carro em seu conjunto habitacional com dois homens dentro, os quais haviam supostamente acabado de cometer este crime, seguidos por um carro de polícia. O terceiro meliante, de barba e blusa verde, fugiu.


Um dos homens desceu do carro e tentou entrar em um dos prédios do conjunto, o que não conseguiu. Buscou por outro prédio e conseguiu entrar no prédio onde reside Rômulo. Ao tentar entrar em vários apartamentos, batendo na porta de vizinhos e tentando forçar a entrada, encontrou uma porta aberta: a do apartamento de Rômulo. Invadiu o apartamento, fazendo com o que um vizinho (que assistiu a tudo) imediatamente acenasse para os policiais que haviam acabado de chegar no local para que subissem e retirassem o homem do local.


Os policiais subiram e retiraram do apartamento, sob uso excessivo de força, o invasor e Rômulo, apesar de seus gritos de que era um morador. O vizinho, que inclusive é testemunha deste caso, viu todo o acontecido e tentou informar aos policiais, em vão, que Rômulo era apenas um morador.

 
O roubo foi supostamente cometido por três homens. Os policiais apresentaram às vítimas três homens. Um deles, inocente.


Ao ser levado para a delegacia, Rômulo foi erroneamente identificado pelas vitimas do assalto, uma vez que, assim como o assaltante que fugiu, usava blusa verde e barba.

 
Desde então, segue preso. Passamos da terceira semana de sua prisão.
Da prisão de um inocente.

 
ASSINE PEDINDO A IMEDIATA SOLTURA DE RÔMULO!

 
Para quem tem Facebook, saiba mais sobre o caso...Compartilhe a página!

https://www.facebook.com/ogritodoinocente?fref=ts



Hoje: Laís está contando com você!

Laís Melo Oliveira precisa do seu apoio na petição «Leonardo Lima Públio: LIBERTEM O ROMULO - UM INOCENTE NA CADEIA». Junte-se agora a Laís e mais 413 apoiadores.