Por punição às empresas que queimam as florestas em Riau, na Indonésia!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 300.000!


Em setembro de 2019 o índice de qualidade do ar em Pekanbaru, na Indonésia, está PERIGOSO!

Lembro-me da minha prima, Intan Syakila. Intan nasceu em 2015, tão pequena e adorável que seus olhos brilhavam complementando seu sorriso caloroso. Todo mundo se apaixonaria por ela, minha querida.

Eu nunca pensei que eu e minha família iríamos ter apenas cinco meses com Intan. Tivemos que dizer adeus em lágrimas quando Intan não parou de tossir por um mês. Cinco meses de alegria e união se tornaram lembranças.

Sim, Intan é vítima de incêndios florestais e fumaça de desmatamento em Pekanbaru. Se você se lembra, em 2015, a Indonésia quebrou o recorde de maior incêndio florestal. Naquela época, o índice de qualidade do ar em Pekanbaru era tão PERIGOSO quanto hoje.

Intan sempre será meu lembrete pessoal na minha luta contra incêndios florestais.

Em 2019, mais de 281 mil pessoas em Riau sofrem de URI (infecção do trato respiratório superior) por causa da névoa de incêndios florestais. A fumaça ainda está nos assombrando até hoje! Para ser sincera, não suporto olhar para alguém tendo que perder seus entes queridos por causa da névoa, como aconteceu com Intan.

Existem 1.438 pontos de incêndio em Riau, e 40% deles são causados por conta de instalações de empresas locais.

Ironicamente, esforços para colocar as leis em prática não estão adiantando. Apenas 7 empresas que causaram incêndios florestais foram processadas e declaradas culpadas. Enquanto isso, de acordo com a Jikalahari, uma organização em Riau para salvar as florestas, existem 49 empresas que supostamente queimam a floresta desde 2014. Muitas dessas empresas são ilegais e propensas à corrupção.

Eu gostaria de pedir ao Presidente da Indonésia, Jokowi; ao Ministério do Meio Ambiente e Florestas; e à Polícia de Riau para investigar e punir urgentemente empresas que causaram incêndios florestais em Riau.

Sem uma aplicação adequada da lei, não haverá impedimento e essas empresas continuarão queimando terras para fins pessoais. Não deixe que o que aconteceu com Intan aconteça com outras pessoas em Riau.

Yaya,

Jikalahari