Melhorar as regras de bagagem nas empresas aéreas.

Melhorar as regras de bagagem nas empresas aéreas.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Eduardo Rochwerger criou este abaixo-assinado para pressionar José Ricardo Pataro Botelho de Queiroz (Diretor-presidente Anac) e

Até março de 2017 todos os passageiros que pegavam um vôo no Brasil tinham direito a uma franquia de duas malas pesando 32kg cada. Era, sem dúvida, um exagero e uma norma de outros tempos que deveria, e foi, atualizada. A partir daí, as bagagens poderiam ser cobradas mas o passageiro teria direito a um volume de cabine pesando 10kg.

Essa nova franquia foi muito desfavorável aos passageiros, mas foi sendo assimilada e acabou fazendo parte do nosso cotidiano. Hoje conseguimos, até, viajar nessas condições se formos espartanos na escolha do que levar.

Mas eis que surgem, claro, as companhias extra-gananciosas, como a Norwegian e Jet-Smart (smart!!!!) que se aproveitam de uma brecha na regulamentação para proibir também essa única bagagem livre!!!! Sim!!!! A Anac só se preocupou em melhorar ar condições para as empresas, se esquecendo do direito dos passageiros. A REGRA DIZ QUE TEMOS DIREITO A 10KG, MAS NÃO ESPECIFICA O TAMANHO DA BAGAGEM!!! As empresas espertinhas (smart) simplesmente estabeleceram um tamanho impossível de ser usado para transportar a os 10kg a que temos direito. Só pode levar bagagem QUE CAIBA EMBAIXO DO ASSENTO!!! Veja a reportagem neste link: https://www.agazeta.com.br/es/economia/companhias-aereas-comecam-a-cobrar-embarque-de-bagagem-de-mao-0220

Eu proponho que a Anac comece a realmente trabalhar para o que foi criada: a proteção das relações entre passageiros e aéreas, não, simplesmente, gerar lucro para as companhias. 

Que tal se a regulamentação do direito à bagagem fosse um pouquinho mais justa?

Proponho, então, três pontos:

1 - Direito do passageiro de levar uma bagagem de mão, que caiba no bagageiro, E um item pessoal, estocado embaixo do assento;

2 - Esses dois itens devem poder ser portados e estocados diretamente pelo passageiro, sem ajuda, MAS NÃO DEVEM TER LIMITE DE PESO (como acontece em algumas aéreas de baixo custo);

3 - A agência deve especificar dimensões mínimas a serem aceitas por todas as áreas, visto que muitas tentam burlar a regra, mesmo dentro da lei.

Eu fiquei realmente indignado com essa esperteza das companhias. Espero que alguém, em algum lugar, tenha alguma vergonha na cara e comece a pensar um pouquinho no povo.

Quem sabe, né?

 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!