CÁLCULO JUSTO NAS APOSENTADORIAS ATUAIS E FUTURAS PAGAS PELO INSS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Todos os aposentados sofrem com a perda de poder aquisitivo de suas aposentadorias e, em geral, não conseguem aferir se o cálculo efetuado pelo INSS está correto. A minha proposta não afetará diretamente os trabalhadores ativos, apenas no fato de que os seus familiares aposentados provavelmente não mais dependerão de eventuais ajudas para complementar a perda aquisitiva dos mesmos.

Isto dependerá do INSS e provável necessidade de aprovação pelo Congresso Nacional, motivo pelo qual este abaixo assinado se faz necessário. Sendo assim, precisaremos de milhões de assinaturas para sensibilizarmos estas instâncias. 

Senão vejamos:

O cálculo efetuado pelo INSS leva em consideração a média dos salários de contribuição de determinado período de tempo, atualizados por determinado índice utilizado por aquele instituto, o que leva a um resultado, em Reais (moeda corrente), sempre inferior à média do que realmente representou a contribuição do cidadão ao longo da sua vida laboral.

Com o passar dos anos, o benefício em moeda corrente auferido pelo aposentado vai perdendo o seu poder de compra em relação ao valor inicial de sua aposentadoria devido aos baixos índices de reajuste anuais que não acompanham a inflação real e nem a proporção do que recebia inicialmente em relação ao Salário Teto de Contribuição definido pelo INSS.

PROPOSTA:

  1. O benefício deverá ser calculado tomando-se por base a média dos valores porcentuais obtidos pela relação entre o Salário de Contribuição do Cidadão e o Salário Teto de Contribuição do INSS de cada mês, obtendo-se desta forma qual o porcentual sobre o Salário Teto de Contribuição do INSS o cidadão deverá auferir durante a sua aposentadoria.
  2. Este cálculo também deverá ser aplicado para correção dos valores das aposentadorias já pagas pelo INSS, pois é muito simples e poderá ser automatizado por aquele instituto.

Desta forma o cálculo ficará justo e o benefício pago pelo INSS ao cidadão aposentado estará sempre atualizado por ser baseado no Salário Teto de Contribuição definido pelo instituto. Espera-se que o governo não promova a sistemática redução do Salário Teto de Contribuição, pois desta forma também estaria desequilibrando o sistema.

No meu caso, com o atual cálculo do INSS, inicialmente perdi 9,44% do que eu mereceria receber de aposentadoria. Certamente esta perda será agravada com o passar dos anos.

Se você cidadão, aposentado, ativo ou mesmo não contribuinte do INSS, concorda com esta proposta, peço que assine e divulgue este abaixo assinado.

VAMOS TORNAR MAIS DIGNA A VIDA DOS APOSENTADOS PELO INSS



Hoje: Angelo está contando com você!

Angelo D'Addio Jr precisa do seu apoio na petição «INSS - Instituto Nacional do Seguro Social: CÁLCULO JUSTO NAS APOSENTADORIAS ATUAIS E FUTURAS PAGAS PELO INSS». Junte-se agora a Angelo e mais 152 apoiadores.