Que os elefantes-brancos da Copa do Mundo de 2014 sejam usados na Copa América 2019.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Para a Copa do Mundo de 2014, o Governo Federal construiu ou reformou 12 estádios pelo Brasil. Estádios que deram um gasto de aproximadamente R$ 8,3 bilhões. Dinheiro que saiu dos cofres públicos e que poderiam ter tido uma melhor destinação. 

Alguns destes estádios estão em uso, mas 5 deles foram verdadeiros elefantes-brancos que geram gastos absurdos com manutenção e que não tem nenhum retorno, devido ao seu desuso. Os estádios Mané Garrincha (custo de construção aproximado de R$ 1,8 bi),  Arena da Amazônia (custo de R$ 660,5 mi), Arena Pantanal (R$ 628 mi), Arena das Dunas (R$ 423 mi) e Arena Pernambuco (R$ 532 mi), se somados, trouxeram um gasto exorbitante de R$ 4,1 bilhões aos cofres.

Na época, alegavam que esses estádios receberiam novos eventos. Nunca ocorreu.

Em 2019 esses estádios teriam uma nova chance de diminuir o prejuízo que trouxeram ao país na Copa América 2019, porém, nenhum deles foi escolhido como sede para o torneio e estádios que estão em pleno uso serão utilizados enquanto esses continuaram se perdendo em meio ao descaso. 

O Governo Federal e a CBF devem ser pressionadas para dar uma resposta ao povo brasileiro e se possível, inserirem os estádios no torneio ou ao menos dar uma satisfação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Hoje: Wandi Augusto está contando com você!

Wandi Augusto Rodrigues precisa do seu apoio na petição «Governo Federal: Que os elefantes-brancos da Copa do Mundo de 2014 sejam usados na Copa América 2019.». Junte-se agora a Wandi Augusto e mais 34 apoiadores.