Pela correção da tabela do Imposto de Renda.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Desde 31 de dezembro de 1922 quando foi criada a cobrança do Imposto de Renda anual, os critérios ficam a cargo do Poder Executivo e assim se mantém até hoje. Desde então, as correções são mínimas e sempre direcionadas à manutenção da cobrança de mais impostos, assim como, para uma parcela cada vez maior de pessoas. A última grande manifestação popular para que houvesse a correção, foi em 1986, a população teve sucesso e a tabela foi corrigida. Hoje a defasagem da correção encontra-se em aproximadamente 83%! A cada ano, mesmo ganhando-se o mesmo que no ano anterior, paga-se mais. Isso é AUMENTO DE IMPOSTO! Os que mais perdem com isso são os assalariados que ganham menos, pois o valor de isenção é cada vez menor. A melhor e única maneira de corrigir o problema, é corrigindo as tabelas do Imposto de Renda para que não se comece todos os anos já devendo para o Governo Federal e que a grande maioria não seja mais prejudicada. Não é o aumento de impostos que vai solucionar o problema da economia brasileira, não é difícil de entender essa matemática.



Hoje: Selma está contando com você!

Selma Vettori precisa do seu apoio na petição «Governo Federal.: Pela correção da tabela do Imposto de Renda.». Junte-se agora a Selma e mais 97 apoiadores.