Nos ajude a impedir a implantação do período integral/ prejudicial assim a vários alunos.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Nós alunos, da instituição de ensino E.E Estevam Ferri, São José dos Campos-SP, declaramos que somos contra a implantação integral de nossa escola. Estamos juntos tomando as medidas necessárias para impedir que tal mudança ocorra, que não prejudicará apenas o processo de ensino-aprendizagem em curso, mas toda a comunidade escolar pelos seguintes

motivos :


1.Não houve votação legítima com representatividade igualitária de todos os seguimentos implicados: pais, professores, alunos e funcionários.


2. A escola não possui espaço físico que comporte simultaneamente todas as salas em um único período: O número de vagas reduzir-se-ia ao meio, e o Período Noturno seria extinto.

3. Os alunos que não puderem continuar na instituição serão encaminhados a qualquer outra escola da região. Nenhum tipo de transporte ou passagem será cedida a eles.


4. A interferência desse processo, acabará prejudicando os alunos que trabalham, fazem estágios ou têm outras responsabilidades fora da instituição.


5.Os pais dos alunos não foram informados de que as vagas serão reduzidas e nenhuma outra informação sobre todo esse processo, que tal medida seja discutida amplamente por, pais, alunos, professores e funcionários.


6.Temos relatos de experiências mal sucedidas, de professores e alunos, que já participaram desse modelo de escola. De acordo com eles, na prática o que ocorre é a prisão dos alunos nas escolas, sem profissionais para ministrar as oficinas.


7.Se não conseguiram suprir o problema das aulas em vagas em meio período, não há garantias de isso aconteça.


8. Já que a alimentação oferecida pela escola não agrada a todos, os alunos seriam forçados a comprar suas refeições.


9. A maioria dos professores, teoricamente os mais preparados, seria obrigada a se remover da escola, pois não podem ficar presos em regime de dedicação exclusiva. Atualmente, temos ótimos professores que estão comprometidos com a escola e alunos , que serão deslocados compulsoriamente para outras unidades escolares.


10. Os alunos de nossa escola são raramente levados para utilizar, sala de informática, leitura e laboratório. Segundo relatos de alunos, não possuem acesso a nenhuma dessas salas no ano letivo e que quando são levados apresenta-se a falta de materiais necessários, como: poucos computadores funcionando, a falta de livros e por não ocorrer o empréstimo deles, o laboratório não possui as ferramentas necessárias para aulas em geral.
Até mesmo alunos do terceiro ano pouco utilizaram durante o período de três anos. Se não conseguem atender com os materiais básicos necessários atualmente, como a mudança atenderia os alunos da escola em tais “ oficinas ” se não possuem estrutura. Não há a comprovação de que isso mude após a implantação do período integral.

Pedimos que não deixem que essa tal medida aconteça, sendo assim injusta com a maioria dos alunos, professores e funcionários.

11. Também não houve nenhuma explicação de como os alunos que fazem parte do C.E.L — Centro de Estudo de Línguas — poderá concluir os cursos, já que não haverá horários livres a todos, como; 

Os que trabalham ou fazem outro tipos de cursos após a finalização do período escolar integral.