Diga não ao Autoritarismo

Diga não ao Autoritarismo

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
pamela goulart criou este abaixo-assinado para pressionar Governo de Minas Gerais

DIGA NÃO AOS MALTRATOS DA SUPERINTENDENTE DA METROPOLITANA A DE BELO HORIZONTE -MG

Diga Não ao Autoritarismo DA SEE-MG Estado!

Os servidores da Secretaria do Estado da Educação de Minas Gerais têm corte do seu dia de trabalho quando precisam ir ao médico, mesmo quando vão fazer quimioterapia ou quando vão acompanhar filhos na hemodiálise, o dia do servidor é cortado, por isso , muitos servidores  tem abolido aos exames médicos de rotina e deixado de fazer  acompanhamentos médicos . As consequências são desastrosas, muitos servidores tornam-se doentes no sistema e quando decaem   a produtividade são mandados embora sem o exame médico de desligamento do sistema. Dado ao fato, as decorrências são graves, muitos servidores tornam-se doentes e sem poder ter uma nova recolocação de trabalho.  Vocês devem estar perguntando? Por que não denunciam? O SISTEMA TEM OS CARGOS DE RECRUTAMENTO QUE SÃO TODOS CARGOS COMISSIONADOS QUE SERVEM AO SISTEMA.  Aqui está a histórias de uma servidora, mas são muitos   as histórias de abandono no estado da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais.

A servidora Maria Mirtes Lage foi designada e dispensada com 38 dias de trabalho, sofrendo uma punição   de 1 (Um) ano sem poder ser designada durante este período, ou seja, durante um ano sem   direito a contrato.

Do fato. A servidora deslocou-se até a escola ansiosa para analisar e assinar um documento de urgência para alimentar o sistema.  Maria Mirtes ,  no ato de sua designação declarou-se não ser do grupo de risco, por isso para executar suas atividades, deslocou-se     para à escola de sua responsabilidade no período de pandemia, por isso, foi dispensada e penalizada por um ano sem poder ser contratada no estado de Minas .

As duas servidoras que ela encontrou, diretora e secretaria da escola, não   fazem parte do grupo de risco.  O verdadeiro motivo da dispensa, ímpeto do poder e da coerção, se verdadeiramente fosse pelo o motivo apresentado, a ida à escola, a  Superintendente Sra. Cleide Maria Martins Lopes da Costa, teria, da mesma penalidade, incluído diretora e secretaria da escola, uma vez que, ambas corroboram do mesmo fato, ao aceitar a ida da servidora a escola.  

Da síntese e Resposta do recurso da SEE-MG ‘’sem autorização prévia da SRE Metropolitana A, causando aglomeração na escola, não tendo sido escalada para trabalho presencial, conforme Anexo II.” Se fosse este o real motivo da dispensa e penalidade de um ano, a Diretora e Secretaria da escola sofreriam, a dispensa e a mesma penalidade, outro fato, não teriam permitido com devida cautela a eleição no dia 15/11/2020, onde a servidora foi mesária.

Vivemos no Estado Democrático de Direito, devemos dar um basta em lideres autoritários e inábeis. 

Um líder bem sucedido forma equipe e abarca pessoas!

Pedimos a ajuda de vocês neste abaixo-assinado para que possamos pressionar pelo fim das injustiças, não as agressões, não as perseguições dos servidores, não a opressão no Estado Mineiro.   

 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!